Beto Richa sai na frente em corrida de recuperação

0205betomaio2

De acordo com o recente levantamento, Beto Richa leva a melhor em todos os cenários possíveis da disputa pelo governo do Estado

 

Richa desponta na liderança em todos cenários consultados e mostra que recupera rapidamente os índices de prestígio e popularidade

 

Se as eleições fossem hoje, o governador Beto Richa, do PSDB, venceria com facilidade. É o que diz o Instituto Paraná Pesquisas. Richa é o grande favorito para vencer as eleições estaduais em 2014.

O levantamento de intenções de voto mostra Beto Richa à frente nos seis cenários de primeiro turno pesquisados, com até 41% dos votos. Todos os possíveis candidatos foram incluídos na pesquisa em um dos cenários construídos.

Beto Richa venceria também  em confronto direto de segundo turno contra Gleisi Hoffmann, do PT, por 52% contra 34%. A ministra chefe da Casa Civil de Dilma Rousseff é a mais forte e mais provável adversária de Richa no ano que vem.

Os indicadores mostram que Beto Richa recupera seus índices de prestígio e popularidade que perdeu nas eleições municipais do ano passado, principalmente em Curitiba, sua principal base eleitoral e onde seu candidato a prefeito, Luciano Ducci, foi derrotado pelo candidato de Gleisi Hoffmann, Gustavo Fruet, ex-tucano hoje albergado no PDT a serviço do PT.

gleisi_hoffmanagencia-senado

Os números de Gleisi Hoffmann, ministra chefe da Casa Civil, mostram que a crise que abala o PT parece ter repercutido na popularidade da candidata ao governo do Paraná. Foto: Ag Senado

Ora, pois, vê-se que o governador escapou do mau humor das massas que saíram às ruas em junho para gritar contra tudo e contra todos, mas principalmente contra a corrupção no governo  federal, o que arranhou de forma indelével a imagem da representante de Dilma Rousseff e do PT, Gleisi Hoffmann, no Paraná. Isso ajudou a contrastar os governantes e a realçar qualidades do governo estadual.

A frustração com o novo prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet, que representa na praça a oposição ao governo estadual, foi outro fator que ajudou a melhorar a posição de Beto Richa. Enfim, a classe média que foi às ruas, com fome de liderança e de inspiração, tem fome de esperança e paz. E tem urgência, por isso cobra as promessas feitas por Fruet, de dar solução imediata para as carências mais sentidas nas áreas de saúde, educação e mobilidade urbana.

Há um grande espaço vazio, não só no estômago dos menos afortunados, mas na alma e no espírito da população inteira, mesmo entre aqueles mais ricos. E o alvo principal desse descontentamento que desaguou em manifestações de rua, ao menos em Curitiba, é o PT e seus governantes.

 

Imagem do governo

Há nichos em camadas ascendentes da classe média nativa que guarda uma visão extremamente crítica do governo estadual. Mas a pesquisa mostra que os descontentes diminuíram e muito nos últimos seis meses.

Hoje, o levantamento do Instituto Paraná Pesquisas mostra que o governo Beto Richa tem aprovação de 67% em todo o Estado, e que é maior ainda no interior, com 72%.

“A aprovação dos paranaenses ao governo mostra que estamos no caminho certo e serve de estímulo para trabalharmos cada vez mais pelo desenvolvimento do Estado e pela melhoria da qualidade de vida da população”, disse o governador Beto Richa.

A verdade é que alguns sucessos de seu governo, especialmente em segurança pública, derrubaram as reações de descontentamento que eram bem maiores no final do ano passado. O índice de homicídios por 100 mil habitantes caiu, assim como o de assaltos, roubos e de pequenos furtos.

O apoio de Gustavo Fruet, prefeito de Curitiba, é uma das alternativas da oposição para tentar reverter este cenário. Foto: Divulgação

O apoio de Gustavo Fruet, prefeito de Curitiba, é uma das alternativas da oposição para tentar reverter este cenário. Foto: Divulgação

Embora as finanças estaduais estejam precárias, por conta de fatores que nem sempre dependem do Estado, a política de atração de investimentos funcionou e gerou ilhas de progresso e prosperidade no Paraná, enquanto o quadro nacional é de estagnação quando não de retração da atividade econômica. Mais de 6 bilhões já foram investidos no Paraná em dois anos e meio. Isso abriu novos empregos e minimizou os efeitos da crise geral no País, cujo emblema mais preciso é o chamado “Pibinho do Mantega”.

A grande queixa da população passou a ser com a saúde pública, mas esta responsabilidade o governo estadual divide com os governos municipais e o contato direto da população se faz nos postos de saúde dos municípios. É, hoje, a grande dor de cabeça de Gustavo Fruet em Curitiba.

Outra área em que há dificuldades crônicas é a da educação. Beto Richa recebeu uma herança de enormes dificuldades geradas por oito anos de política educacional que privilegiou uma visão ideologizada e pouco eficiente da educação. Houve deterioração da qualidade de ensino e o governo foi incapaz de atender à demanda crescente de escolas.

A pesquisa foi realizada entre 10 e 14 de agosto. O instituto entrevistou 1.503 eleitores em 72 cidades paranaenses. A margem de erro é de 2,5 pontos percentuais.

 

PESQUISA ESPONTÂNEA

pewsquisa-2-143-2013Na pesquisa espontânea, em que o nome dos candidatos não é apresentado, Beto Richa também está bem à frente, com 12% das intenções, contra 4% de Roberto Requião (PMDB) e 3% de Gleisi Hoffmann. Requião lidera a pesquisa em rejeição, com 34% dos paranaenses dizendo que não votariam nele de forma alguma.

 

Richa tem aprovação de 67%

A aprovação do governo Beto Richa é de 67%. A aprovação aumenta quando somente o interior do Estado é levado em conta, onde Richa é aprovado por 72% dos moradores. Na capital, a aprovação é de 56%.

 

Ratinho Júnior atingiu índices expressivos no levantamento, perdendo apenas para o atual governador Beto Richa.  Foto: Divulgação

Ratinho Júnior atingiu índices expressivos no levantamento, perdendo apenas para o atual governador Beto Richa. Foto: Divulgação

Ratinho Jr aparece em 2º lugar

O deputado federal Ratinho Jr, do PSC, foi a surpresa da pesquisa. Nos cenários em que seu nome aparece, ele ocupa a segunda posição, perdendo somente para Beto Richa. Com 16%, 17% e 21% das intenções de voto, Ratinho Jr está à frente de Gleisi Hoffmann, Requião e os irmãos Alvaro e Osmar Dias. Ratinho Jr faz parte da equipe de governo de Richa, ocupando o cargo de secretário de Desenvolvimento Urbano.

 

A rejeição de cada qual

O Instituto Paraná Pesquisas mostra que o senador Roberto Requião é campeão em rejeição no Paraná. Ele tem rejeição de 34%. Em segundo lugar está Ratinho Jr, com 20%, e em terceiro, Alvaro Dias, com 16%. Gleisi Hoffmann e Beto Richa estão empatados, com 13%.

 

 

Leia mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *