Josué

susana145

Algumas pessoas nasceram para o amor. Para as aventuras errantes, os precipícios dos corpos, o prazer da carne.
Na pele, eu senti que não tinha vocação. Desde meninota muito tímida, muito reclusa, sem vaidade e sem vontade.
Cresci.
Namorei, noivei e casei. Tinha certa satisfação ao cumprir com minhas obrigações de fêmea, mais porque gosto de arcar com todas as cláusulas do contrato que por deleite. A hora da cama, nos dias de cama, era como quando tinha que receber a santinha aqui em casa: não gosto do movimento das gentes, de preparar a sala, de receber visitas, mas me enche de honra executar a tarefa cristã.
Engravidei.
Um problema na gestação me garantiu mais de sete meses de reclusão. O lençol trocado, a camisola macia, a luz do abajur: sossego para noites de sono.
Segui os conselhos de mamãe e fui fiel à quarentena. O leite poderia secar, empedrar, acabar. Ou o corpo não se recuperaria da gestação e eu para sempre seria perseguida por dores de cabeça.
Meu marido aceitou bem e pelo que me contavam as vizinhas, ele estava se virando muito bem com uma das meninas da boate.
Um dia ele saiu atrasado e esqueceu a marmita. Deixei o bebê com mamãe e fui à construção garantir seu almoço. Eu estava empapada de suor, porque fazia muito calor e por isso aceitei a carona de Josué. Dentro do carro ele colocou a mão na minha coxa e disse que me achava bonita.
Tremi.
E com o tremor o calor aumentou. Não olhei pra ele nem disse nada, mas não queria que ele parasse. E ele não parou. Com o carro estacionado embaixo da jaqueira da estrada, ele levantou meu vestido. Pernas brancas e calcinha à mostra. Nem sei como, mas de repente meus seios estavam em suas mãos e ele os apertava com tanta força que achei que iria arrancá-los.
Fiquei com o corpo vermelho, marcado.
É por isso que desde aquele dia, todas as quintas-feiras, deixo o bebê na casa de mamãe e saio em passeios que começam a pé e terminam no carro.

Leia mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *