Múltipla Maureen

capa-maurem

Maureen nasceu assim, ruiva, e seu pai, fã da O’Hara, lhe deu o nome. Perfeito. Nossa Maureen, tão bela quanto, tão intensa e com tanta energia, tem talentos que a aproximam da irlandesa. E outros, que a fazem ainda mais fantástica.

Esta ruiva alegre, humorada, debochada, é inquieta e criativa em sua multiplicidade de expressões. Joga nas onze. Domina todos os códigos.
Há a Maureen atriz. Segundo os críticos, de uma versatilidade que lhe permite encarar qualquer papel. Faz mais. No teatro, além de atuar, dirige.
Há a figurinista. Há a artista plástica, desenhista, que revela seu universo feminino em aquarelas.

Há a ilustradora para marcas como Colcci, Cavalera e Thaís Gusmão. Há ilustrações para veículos como a Folha de São Paulo, Joyce Pascowitch e a revista Gloss.
De seu ateliê em Curitiba saem produtos que levam seu traço e sua assinatura. De suas gravuras a canecas, chinelos, bolsinhas. Hoje, desenvolve novos produtos, como sacolas, carteiras, pulseiras para várias marcas e lojas.

Neste momento, a múltipla Maureen Miranda faz dois figurinos. Um para a peça Billie, dirigida por Alexandre França. Outro para Rapunzel, dirigida por Maurício Vogue.
Sua nova exposição chama-se “Alicia-Me in Wonderland”, na Aldeia do Beto a partir deste fevereiro. Quem não for ver aqui, terá a chance de vê-la na Suíça a partir do dia 22 de abril.
E, se não bastasse, Maureen Miranda finaliza seu segundo curta, O Engano.
Ah, e para recuperar forças ainda sobra disposição para banhos de cachoeira todo final de semana.

Fábio Campana

maurem

Foto: Divulgação/Arquivo pessoal

Leia mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *