Cinema. Ed. 150

capitao-phillips

Cena do filme "Capitão Phillips"

O Carteiro e o Poeta

il-postino

O Carteiro e o Poeta vale uma sessão e ainda outra sessão extra. Filme italiano com direção do britânico Michael Radford. Protagonizado pelo francês Philippe Noiret, que gostou de fazer sucesso pela Itália, atuou em Cinema Paradiso, de Tornatore, e em Meus Caros Amigos, de Monicelli; e também por Massimo Troisi, que além de ator, foi roteirista do filme, cuja adaptação veio do livro Il Postino, de Antonio Skármeta.

O poeta em questão é Pablo Neruda que em 1948 é exilado do Chile, seu país, sob acusação de injúria pelo presidente Gabriel González Videla e põe o Partido Comunista na ilegalidade. Neruda vai para uma ilha na Itália e assim começa o filme.

Já aclamado pelo povo por seus ideais marxistas e, principalmente, pelas mulheres por sua sensibilidade poética, o poeta chileno, vivido por Noiret, recebe muitas cartas e um funcionário (Troisi) é contratado para entregá-las. Nessas idas e vindas do carteiro à casa do poeta cria-se uma cumplicidade entre ambos, fazendo Mario (o carteiro) a buscar em Neruda a fórmula para conquistar Beatrice, interpretada pela belíssima Maria Grazia Cucinotta; e Neruda encontrar no quase analfabeto carteiro um ouvinte para suas lamentações nostálgicas.

Capitão Phillips

Capito-Phillips

Protagonizado por Tom Hanks, Capitão Phillips conta a história de um comandante naval que fica refém de um grupo de piratas somalianos. O filme é inspirado no livro Dever de capitão, escrito pelo verdadeiro Richard Phillips. Destaca-se na trama o equilíbrio que o diretor Paul Greengrass encontrou ao conciliar uma narrativa longa e tensa – por mais que o enredo traga extensos momentos de ação e suspense, o espectador não se cansa nem perde o interesse pela história.

Sua produção traz alguns detalhes que explicam a qualidade da obra: a equipe ficou imersa nos navios durante 60 dias, Tom Hanks teve o primeiro contato com os atores somalianos na hora de gravar as primeiras cenas. Tudo pensado para priorizar a fidelidade da obra.
O elenco é outro ponto alto do filme. Tom Hanks aparece com uma das atuações mais marcantes de sua carreira. O ator somaliano Barkhad Abdi também se destacou, sendo indicado ao Oscar como melhor ator coadjuvante. Detalhe: essa foi a estreia de Abdi e, depois do filme, o ator teve que trabalhar como vendedor de celulares para sobreviver nos Estados Unidos.

Leia mais

Deixe uma resposta