Curtas. Ed. 151

aecio-neves-1

Enfim presidenciável
O PSDB decidiu a data da oficialização da candidatura de Aécio Neves à Presidência da República. Será durante a convenção nacional do partido, que será realizada em São Paulo, no dia 14 de junho. Aécio Neves, que também é presidente do PSDB, teve o apoio de representantes dos 27 diretórios estaduais do partido. A convenção do PSB, do pré-candidato Eduardo Campos, está marcada para o dia 10 de junho. O PT ainda não marcou a data de seu evento.

 

Marco Civil da Internet é aprovado
O Marco Civil da Internet, que prevê direitos e deveres para internautas e empresas, foi aprovado no Senado. A votação foi rápida e o projeto foi acatado sem mudanças, apesar de a oposição defender a necessidade de mais tempo para a discussão.
Logo na sequência, o projeto foi sancionado pela presidente Dilma Rousseff, que, ao assinar a sanção, defendeu que os direitos que o brasileiro tem off-line devem ser preservados on-line. O documento garante privacidade ao internauta e impede a discriminação do tráfego de conteúdos.

 

Ministério Público da Itália defende extradição de Pizzolato
O Ministério Público da Itália se manifestou pela extradição de Henrique Pizzolato, ex-diretor do Banco do Brasil condenado no processo do Mensalão. Agora, o caso será avaliado por juízes do Tribunal de Bolonha (ITA) em uma audiência prevista para este mês. O parecer surpreendeu as autoridades brasileiras.
Acusado de corrupção, peculato e lavagem de dinheiro, Pizzolato foi condenado em 2012 pelo Supremo Tribunal Federal, mas usou o passaporte falso de um irmão morto há 35 anos e fugiu para a Itália antes da execução da pena.

 

Margem de erro de 39 pontos para mais
O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) errou de maneira grosseira o resultado de um estudo. Depois de publicar que 65% dos brasileiros concordavam que mulheres que usavam roupas que mostravam parte do corpo mereciam ser atacadas, o Instituto corrigiu e esclareceu que o número correto é 26%.
O novo índice preocupa tanto quanto o anterior. Tão grave quanto os números é a falta de credibilidade das pesquisas brasileiras. Em nota, o IPEA disse que o equívoco aconteceu em função de uma troca nos gráficos do estudo.

 

Novo evento-teste marcado
Depois de a comitiva da Fifa vir a Curitiba para verificar o andamento das obras do estádio, um novo teste foi marcado para a Arena da Baixada. O evento acontece dia 14 de maio e, desta vez, deve acontecer com 43 mil lugares disponíveis, capacidade máxima do estádio.
Em fevereiro, um primeiro teste aconteceu no estádio, em um jogo realizado entre o Atlético Paranaense e a equipe do J. Malucelli. À época, o estádio foi liberado parcialmente e aproximadamente 10 mil torcedores puderam acompanhar o evento, que aconteceu sem maiores transtornos.

 

Delação premiada dá calafrios
Suor frio nas mãos, tremores, frouxos intestinais, insônia aguda, acidez estomacal e outros sintomas constam de boletins médicos de dezenas de políticos e empresários que vivem em extrema tensão desde que voltou a correr o boato de que o doleiro Alberto Youssef pode negociar uma delação premiada para fugir aos rigores da lei. Embora os advogados de Youssef neguem essa possibilidade, nada afasta a paúra de gente de alto coturno de todas as colorações político-partidárias e de negócios.

 

A face do mal também ama
O doleiro Alberto Youssef que figura nas últimas semanas as páginas de política de todos os jornais, agora é também alvo dos cadernos de fofocas, um diálogo apaixonado entre ele e o deputado Luiz Argôlo, do SSD da Bahia, revelou outra face das relações perigosas entre Youssef e seus protegidos. A conversa amorosa foi gravada pela Polícia Federal. Leia as juras de amor.
“Bom dia!”, saudou Argôlo. “Bom dia!”, respondeu Youssef. “Você sabe que tenho um carinho por você e é muito especial”, continuou Argôlo. “Eu idem”, retrucou Youssef. “Queria ter falado isso ontem. Acabei não falando. Te amo”, derramou-se o deputado. “Eu amo você também. Muitooooooooooo”, retribuiu o doleiro. “Sinto isso. E aí? Já melhorou? Melhorou?”, insistiu Argôlo. “Por favor, me diga alguma coisa.”

Leia mais

Deixe uma resposta