Frases. Ed. 153

“Em Esparta foram 300, no PMDB-PR foram 319.”

De Roberto Requião, candidato ao Governo do Estado, via Twitter, sobre o resultado da votação na convenção do PMDB local. Na oportunidade, 319 votos favoráveis garantiram a candidatura própria do grupo de Requião.

 

“Não podemos deixar que o Paraná caia de novo em mãos erradas.”
Beto Richa, durante convenção do PSDB do Paraná.

 

“Muito mais gente desembarcou, e o governo ainda não percebeu. Vão sugar um pouco mais.”
Aécio Neves, candidato à Presidência da República pelo PSDB, sobre aliados do PT que podem deixar de apoiar o atual governo.

 

“O que tinha que ser gasto, roubado, já foi.”

Joana Havelange, neta de João Havelange, filha de Ricardo Teixeira e diretora do Comitê Organizador Local da Copa do Mundo, sobre a organização do mundial.

 

“Não vou me deixar atemorizar com xingamentos que não podem sequer ser escutados pelas crianças e pelas famílias.”
Dilma Rousseff, sobre os xingamentos que ouviu de parte da torcida presente na partida de estreia da Copa do Mundo, entre Brasil e Croácia.

 

“Os responsáveis por aqueles xingamentos contra uma mulher e uma presidente são moleques.”
Lula sobre a hostilidade do povo brasileiro no jogo de abertura do mundial.

 

“Uma baixaria, um horror.”

Joaquim Barbosa, sobre a manifestação do público na estreia da Copa do Mundo.

 

“Curitiba nem parece Brasil.”
J.J. Campos, jornalista espanhol. Para justificar sua impressão, nas páginas do diário espanhol As, o jornalista falou do clima, da baixa taxa de desemprego e do desenvolvimento econômico da região.

 

“Esses dois (Pelé e Beckenbauer) saíram de um museu para falar coisas estúpidas, porque são dois idiotas. São idiotas que fazem essas coisas porque o chefão (Joseph Blatter) manda.”
Maradona, sobre as declarações de Pelé e Beckenbauer, que concordaram com a punição da Fifa ao uruguaio, e mordedor, Suárez.

Deixe uma resposta