Música erudita. Ed. 159 – Curitiba rompe o ano com os acordes da 33ª Oficina de Música de Curitiba

Top-oficina

Foto: Reprodução/site oficinademusica.org.br

 

A cidade começa o ano ao som dos acordes da 33ª edição da Oficina de Música de Curitiba, uma ideia que deu muito certo e que tem como realizadoras a Prefeitura Municipal e a Fundação Cultural de Curitiba – FCC, por meio do Instituto Curitiba de Arte e Cultura – ICAC.
A Oficina começa dia 8 e se estende até 28 de janeiro de 2015. Inicialmente, vem a etapa de Música Erudita e Música Antiga (8 a 17), e terá como sede a Universidade Tecnológica Federal do Paraná – UTFPR, onde os alunos terão a oportunidade de aperfeiçoar conhecimentos em 46 cursos. Este ano, contará com participação de novos professores convidados, nomes de peso, asseguro.

Alunos do curso de violino terão o privilégio de dividir acordes com o professor-violinista israelense Hagai Shaham, que combina brilhantismo técnico e personalidade musical. Shaham, que coleciona prêmios internacionais, apresenta-se com as principais orquestras do mundo e já foi spalla do maestro Zubin Mehta.

Atuando como professora de viola, teremos a norte-americana Jennifer Stumm, que traz na bagagem o reconhecimento mundial na inovação musical de seu instrumento. Premiadíssima, também. O russo Roman Mekinulov é outro estreante e será professor de violoncelo.Camerista e recitalista, é destaque como solista de concertos.

Vindo das terras geladas da Estônia, desembarca em terras curitibanas o carismático performer Martin Kuuskmann, um dos maiores fagotistas da atualidade.O curso de contrabaixo estará a cargo do francês Thierry Barbé, principal contrabaixo da orquestra da Ópera Nacional de Paris. O curso de Trompa será ministrado por Abel Pereira, um dos mais conceituados intérpretes portugueses de todos os tempos. O instrumentista atua como professor na Escola Superior de Música, Artes e Espetáculo do Porto.

Estreando também, Claudio Soares, pianista brasileiro que vive no Japão desde 1983 e é professor no Curso para Solistas do Colégio Osaka de Música, lecionou na Universidade de Artes de Osaka e na Universidade de Pedagogia de Osaka. A ele caberá uma das classes de piano. Tem dois livros publicados: Mundo dos Sons e Bach, um Guia de Estudos. O polonês Michal Karol Szymanowski responde por outra classe de piano. Atua como solista para importantes maestros. Gravou álbum, intitulado Recital de Piano de Michal Szymanowski.
Para fechar o time de professores-medalhões de Erudita, vem à cenao brasileiro Fernando Portari, que comandará curso de Canto. O artista atua regularmente na Europa, apresentando-se no Teatro alla Scala de Milão e nas óperas de Colônia, Helsinki, Moscou, Paris, Munique e Varsóvia. Premiadíssimo também.

Participei de uma das oficinas de flauta contralto, lá pelos anos 1990. A camaradagem, o convívio com alunos de outras regiões e, principalmente, o desejo de aprender tudo em tão poucos dias é algo de extraordinário. Lições aprendidas em todos os sentidos e que ficam marcadas de forma indelével na memória e na alma.

00154265

Foto: Reprodução/site curitiba.pr.gov.br

Leia mais

Deixe uma resposta