Pode sentar que a causa é sua!

01-capa-lina-159

Segundo o filósofo Gaston Bachelard, o espaço não se encontra, é sempre necessário construí-lo. Pois isso aconteceu com Daniel Snege e Zizi Zanardini, quando viram aquela enorme esquina onde cabiam todos os seus sonhos, com uma plaquinha de ‘aluga-se’.

Gente jovem, bonita e de prole farta, o caminho natural foi logo se plantar um bosque com várias unidades de casas de madeira reciclada, formando assim uma vila com padrões e escala humana, simples e corriqueira. Uma escola que segue a Pedagogia Waldorf, onde o limite são seis crianças, três deles filhos mais novos do casal, o espaço é quase todo deles.
Ao nível da rua um contêiner serve de loja de confecção de roupas para yoga, a Yatna, também criação de Zizi. Além da escola, que funciona como uma ONG mantida pela cooperativa de pais, o Vila Zoorbana, tem ainda um café, o Macacafé, onde os alimentos ali servidos têm origem em produtores locais.

No vasto terreno gramado, esculturas desenvolvidas em parceria com um serralheiro, o casal vai fazendo do espaço um palco de várias atividades que misturam a arte, a educação, o trabalho, à sua própria rotina. Os amigos participam da formação do acervo do espaço. Doações de móveis que têm a ver com o ambiente são bem-vindas. Um sofá de design interessante que não cabe mais? Leva lá e pode sentar que a causa é também sua!
Os quatro terrenos, abandonados há muitos anos, precisaram de uma recuperação que teve parceria com a ONG Avicenha. O IAP fornecerá 150 mudas que serão plantadas e adotadas pelos frequentadores.

E assim vão brotando e frutificando as ideias nessa geração que agrega, resgata elos perdidos, misturando contêineres, o que há de mais cosmopolita, à cerquinha de madeira que separa singelamente o espaço público do privado nesse complexo onde em cada cantinho pulsa vida, num jeito bem simples de ser.

Zizi orgulha-se de ter herdado do pai o gosto pela madeira, pelo reciclado. Era carpinteiro, como São José, orgulha-se ela.

Já Daniel, filho do escritor Jamil Snege, do pai herdou a fácil comunicação e a criatividade. O dia inteiro a cuidar de cada detalhe de tudo, entre uma corrida na cozinha para dar uma olhada nas panelas.

Mais um contêiner será colocado ali, agora servindo de escritório eventual e temporário, os tais coworking. Aos poucos vai se criando um núcleo urbano onde o novo conversa com o mais primitivo modo de vida.

Isso vem acontecendo em vários núcleos de vários espaços da cidade. As pessoas se unindo como que para se fortalecerem em suas opções.
Dizem, é a Era de Aquário, lembram?

 

0102 03 0405 06 07

Leia mais

Deixe uma resposta