Para a leitura do mundo

Lilia-capa

Ela é bióloga por formação. O estudo da ciência veio depois de sua predileção sobre tudo que é vivo. E como tudo que é vivo, foi mudando no decorrer de sua jornada. Morou na Antártida para fazer estudos e amizades, com pinguins e gente do mundo inteiro. Depois colocou mochila nas costas e viajou pelo planeta – conhecimento, desafios, descobertas.
Voltou à terra dos pinheirais e, em sociedade, abriu o Sibilia, bar famoso e bem frequentado no século passado, arte e comida.
Nas suas andanças foi parar na Holanda e lá fincou o pé, criou raízes, constituiu família, tornou-se professora, alfabetizadora, incentivadora dos pequenos que iniciavam aventura naquela língua complexa e cheia de consoantes.
Passou anos a fio desenvolvendo projeto de leitura que, redondinho, voltou à sua Curitiba natal. Uma vez por ano, escolas lhe chamam para que largue os ventos frios dos Países Baixos e venha derramar por aqui, em nossas crianças, a independência da leitura.
Hoje, Lilia Wachowicz, constrói pontes: Brasil – Holanda, criança – mundo.

Lilia

Foto: Acervo pessoal

Leia mais

Deixe uma resposta