Cama e mesa

Mito? Verdade científica? Comprovada? É o de menos. O hábito milenar de estimular a libido ao comer alimentos afrodisíacos é sempre uma boa para iniciar boa conversa à mesa que certamente terminará na cama. Ah, bom vinho é essencial.
Quem há de negar que um prato bonito e saboroso pode funcionar como um estimulante para o amor? Grande parte do que é considerado afrodisíaco tem a ver com a predisposição das pessoas, com a intuição, analisa a nutricionista Vera Souza Mendes que, com todo o respeito, por si só é grande estimulante. Nem tudo é lenda.  Todas as grandes civilizações fizeram estudos sobre ervas, plantas, frutas e doces de eficiência.
A palavra “afrodisíaco” é utilizada desde o século 1 a.C. e deriva do nome Afrodite, deusa do amor na mitologia grega. Ela teria nascido da espuma do mar, depois de Cronos ter castrado seu pai e lançado os genitais na água.  Vamos à prática. “Uma receita para ser considerada afrodisíaca precisa ter pelo menos um ingrediente com esse ‘poder’ e tem de ser atraente ao olhar”, explica o botânico Gil Felippe, 55, autor de “No Rastro de Afrodite – Plantas Afrodisíacas e Culinária”.

maca

Fettucine leva aspargo, que ajuda no desempenho sexual, pois aumenta o fluxo sanguíneo em todo o corpo. Foto: Divulgação

Fettucine al nero com mascarpone, aspargos e ovas

Ingredientes
2 xícaras (de chá) de fettucine cozido al dente com tinta de lula
3 talos de aspargos
1 colher (de sopa) de ovas
1 colher (de sopa) de mascarpone
Sal marinho
Pimenta do reino
Azeite extravirgem
Raspas de limão siciliano

Modo de Preparo
Cozinhe a massa e reserve para que fique na temperatura ambiente. Após, cozinhe os aspargos na água salgada por, aproximadamente, três minutos. Em seguida, corte na diagonal com, mais ou menos, dois dedos de largura e reserve as pontas para decorar. Em uma tigela, misture todos os ingredientes, tempere com sal e pimenta do reino, e com a ajuda de um ralador coloque as raspas de limão.

Deixe uma resposta