Silvestrim

Murilo Silvestrim é daquelas pessoas que olhamos com admiração. É arrojado sem prepotência, ganancioso sem egoísmo, delicado como uma flor. Descobriu a música quando ganhou seu primeiro violão aos dez anos e nela se atirou. Fez o bacharelado na FAP. E de lá não saiu para tocar outras músicas pela noite, afinal tem um arsenal de composições próprias que refletem com sinceridade o que ele é. Faz trilhas para filmes e para o mercado publicitário. É gente como a gente e também precisa pagar as contas.
E agora deu início a um projeto muito bacana, coisa fina para pessoas privilegiadas, o Sarau de Inverno. Com ingressos reduzidos, cerca de 40 pessoas, o ambiente ficou intimista, foram quatro apresentações (três locais e uma internacional) no final de agosto. A proposta é que haja diálogo de ideias entre os músicos e o público para que novas amizades e composições frutifiquem. Torço pelos Saraus de Primavera e de Verão.
Além de promover a cultura, espalhar a música, Murilo organiza seu primeiro EP, vai lançar no final do ano, e é músico da OLA! (Orquestra Latino-Americana da UNESPAR).
Acredita que com a música poderá se encontrar, habitar seu interior, nas palavras dele “interior de mim, de nós, que no final das contas é o interior de tudo.”

D.N.

foto_2535

Murilo Silvestrim. Foto: Renato Prospero

Deixe uma resposta