Em Curitiba, 35 pré-candidatos a prefeito

Em Curitiba, a eleição de 2016 promete. O prefeito  Gustavo Fruet, do PDT, que tenta a reeleição, está em péssima situação nas pesquisas de opinião. Hoje, arrisca perder para candidatos folclóricos, do tipo Chick Jeitoso, que se apresenta como bruxo e por isso mesmo capaz de por a cidade em ordem. A cidade, diga-se, está caótica. Todos os serviços públicos deterioram a tal ponto que a grita da população é imensa.

Ao mesmo tempo em que Fruet se mostra fracativo, seu aliado da eleição anterior, o PT está, literalmente, em situação de pré-falência. Tão mal que o próprio Fruet, escasso de aliados, não quer o PT ao seu lado, com medo de se deixar contaminar pela imagem de corrupção que a sigla de Lula, Dilma, Gleisi Hoffmann & Cia. carregam desde que a Operação Lava Jato entrou em campo.

O PSDB também não está bem das pernas. Nesse quadro, abre-se a oportunidade para novos pretendentes. Na última disputa houve apenas sete candidatos à prefeitura de Curitiba. A tendência é que desta vez sejam em torno de 20. Por enquanto, 35 pré-candidatos disputam a indicação pelo seu partido no PSDB, PSB, PSC, PDT, PV, PMN, PTN, SD, PT, Rede, PMDB, PP, PPS, PEN, PSD, PSOL, PPL, PCdoB, DEM e PRB.

O ninho tucano é onde aparece o maior número de postulantes, 7. O PT está com dificuldades, mesmo assim já foram lançados dois nomes. A surpresa está nas pequenas legendas. PMN, PTN, PEN, PSOL, PPL, PCdoB e Rede, apesar do pouco tempo de televisão, não querem passar em branco.

 

candidatos

 

Deixe uma resposta