Cunha recebeu R$ 52 milhões em propina, diz ex-vice da Caixa

Eduardo Cunha. Foto: Valter Campanato/Agência Brasil (05/04/2016)

Por Aguirre Talento e Márcio Falcão
Da Folha

O ex-vice presidente da Caixa Econômica Federal Fábio Cleto confirmou a existência de pagamentos de propina a seu padrinho político, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), em troca da liberação de verbas do fundo de investimentos do FGTS. Esses pagamentos foram relatados pelos delatores da Carioca Engenharia, Ricardo Pernambuco e Ricardo Pernambuco Júnior.

Segundo os empresários, Cunha cobrou R$ 52 milhões de propina em troca da liberação de verbas do fundo de investimentos do FGTS para o projeto do Porto Maravilha, do qual a Carioca obteve a concessão em consórcio com as construtoras OAS e Odebrecht.

Deixe uma resposta