Curtas. Ed. 176

eduardo-cunha

Eduardo Cunha. Foto: Marcelo Camargo/ABr

Muito estranho

O presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha, do PMDB, afirmou em depoimento ao Conselho de Ética que se sente “injustiçado” pelo Supremo Tribunal Federal e que a decisão de seu afastamento possui “algum tipo de objetivo” não declarado. “É óbvio que foi uma decisão construída para ter algum tipo de objetivo, que com o tempo se saberá qual é”, afirmou Cunha.

 

Prisão perpétua

A condenação do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu a 23 anos e três meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva, participação em organização criminosa e lavagem de dinheiro, não surpreendeu quem acompanha de perto os desdobramentos da Lava-Jato. Tampouco o rigor da pena que equivale a uma espécie de prisão perpétua, a levar-se em conta a idade avançada de Dirceu (70 anos). A de José Dirceu foi a maior pena aplicada a um réu em uma única ação desde o início das investigações Lava-Jato.

 

À míngua

O PT do Paraná que se apequenou. Em nota oficial, o partido avisou que vai disputar apenas 70 das 399 prefeituras paranaenses – 17,5% delas – nas eleições de outubro. “Em pelo menos 70 deles, o partido deverá lançar candidaturas majoritárias, ou seja, disputar a cabeça de chapa com candidato ou candidata petista. É significativo também o número de municípios em que o PT pretende compor aliança com outras candidaturas de esquerda, disputando a vice-prefeitura”, diz a nota do PT enviada à imprensa.

Sem dinheiro

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral, Gilmar Mendes, diz que não há recursos para as eleições municipais que ocorrerão em outubro. Diante do quadro já foi pedido cerca de R$ 250 milhões ao Ministério do Planejamento para complementar o orçamento. Segundo o ministro, a quantia prevista para o pleito era de R$ 750 milhões, mas por conta dos cortes no orçamento do ano passado, o valor repassado foi cerca de 30% menor.

No governo Temer

Mais um paranaense no governo Michel Temer. O secretário estadual do Meio Ambiente, Ricardo Soavinski, foi convidado pelo ministro Sarney Filho (Meio Ambiente) para assumir a Secretaria Nacional de Recursos Hídricos e Florestas. O convite foi feito durante audiência do governador Beto Richa com Sarney Filho, em Brasília.

 

Moro confisca

O juiz federal Sérgio Moro decretou o confisco do imóvel onde funcionou a empresa de consultoria do ex-ministro José Dirceu (Casa Civil/Governo Lula), a JD Assessoria, e também da casa localizada no município de Passa Quatro, em Minas, onde reside a mãe do petista. Moro ainda confiscou R$ 46,4 milhões – depositados em euros em contas do ex-diretor da Petrobras Renato Duque, réu na mesma ação contra Dirceu -, “valor mínimo necessário para indenização dos danos decorrentes dos crimes, a serem pagos à estatal, o que corresponde ao montante pago em propina à Diretoria de Serviços e Engenharia”. Segundo o juiz, esse montante foi incluído como custo das obras no contrato e suportado pela Petrobras.

Adeus à TV Lula

Criada em 2007 sob inspiração de Franklin Martins, a TV Brasil, apelidada de TV Lula, está ameaçada de desaparecer. A Empresa Brasileira de Comunicação, que engloba a emissora, uma rádio e uma agência de notícias, passará por um processo de enxugamento que poderá mesmo resultar na extinção da televisão oficial criada no segundo governo Lula. De lá para cá, a manutenção desse esquema de propaganda petista custa uma média de R$ 750 milhões por ano e até hoje, já teria torrado R$ 6 bilhões, sem nenhum resultado – e nem para o próprio PT, devido à falta de audiência.

Leia mais

Deixe uma resposta