‘Não há indício de um segundo grupo terrorista’, diz ministro da Justiça

alexandre2

O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes. Foto:Isaac Amorim/MJC

Governo monitora ‘centenas de pessoas’ para Olimpíada, afirma Moraes.
Reportagem do Fantástico mostrou brasileiros que apoiam Estado Islâmico.

Do G1

O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, afirmou nesta segunda-feira (25) que o governo não trabalha com a hipótese de que um “segundo grupo” esteja planejando ações terroristas para a Olimpíada Rio 2016. Reportagem do Fantástico mostrou neste domingo (24) que há brasileiros que apoiam o grupo radical Estado Islâmico pela internet.

”Não há indício de um segundo grupo terrorista. Nós temos, na verdade, como eu já disse várias vezes, uma centena de pessoas que são monitoradas, mas que não tem indício de ato preparatório. Alguém que entre em um site que faça apologia ao terrorismo, essa pessoa terá uma atenção especial do monitoramento brasileiro, não significa que essa pessoa esteja pensando alguma coisa”, disse Moraes, ao comentar a reportagem.

Na quinta (21), dez pessoas foram presas em uma operação antiterrorismo da Polícia Federal em sete estados. Entre os detidos, segundo a corporação, havia suspeitos de ligação com o Estado Islâmico. O governo e a PF não divulgaram os nomes dos presos.

Na tarde desta segunda, o ministro participou de uma vistoria na área interna do Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília, uma das rotas de entrada de turistas e atletas olímpicos. O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, também participou da ação.

A declaração sobre um possível segundo grupo terrorista foi dada enquanto Moraes comentava a reportagem exibida neste domingo (24) pelo Fantástico. Um jornalista entrevistado pela TV Globo afirmou que há outros brasileiros “em contato permanente” com o Estado Islâmico para planejar ações no país.

 

Segurança nos Jogos

O ministro da Justiça também foi questionado sobre a falta de experiência da empresa contratada para recolher os bilhetes nas entradas dos ginásios, arenas e estádios na Olimpíada. Segundo Moraes, que quem vai cuidar da segurança é a Força Nacional.

“Não é verdade que a empresa não tem experiência. A empresa foi contratada através de licitação e não precisa ter experiência em segurança, mas, sim, em monitorar os equipamentos de raio-x. Caso o equipamento apite, a Força Nacional será responsável por todo o procedimento”, declarou.

A inspeção de segurança nos aeroportos começou nesta segunda, em Brasília, e deve se estender às outras cidades que receberão jogos. A partir desta terça, serão feitas inspeções nos terminais de São Paulo, Manaus, Belo Horizonte, Salvador e Rio de Janeiro.

“Nós vamos passar em cada aeroporto para demonstrar que o plano de segurança que foi estabelecido para a Olimpíada foi cumprido. Nós estamos nessa reta final de preparação para a olimpíada e vamos com força total para os jogos. A partir dessa semana os terminais participantes estarão com efetivo total e preparados para a Olimpíada”, disse o ministro.

Leia mais

Um comentário

Deixe uma resposta