Mestra!

capa-kelly

Uma moça sem raízes e com muitas vocações. Essa é Kelly Mendonça.
Mesmo no alto da sua modéstia percebe-se um brilho forte.
Nasceu em Manaus mas logo cedo começou sua caminhada por vários cantos. Estabelecendo-se no mundo.

Já muito nova quis ser professora. Entendeu cedo que tudo se resolve por meio da educação. Mas sua mãe e alguns mestres disseram que ela podia ser mais que isso, se é que isso é possível. Então tentou embarcar no jornalismo. Barco furado. Não se encontrou nessas águas e foi parar na História e nas Ciências Sociais. Enfim mar calmo e prodigioso para Kelly. Falsa verdade.

Na academia percebeu a grande distância que há entre as infinitas teorias e poucas práticas. Do mundo das ideias para a vida real há um embaraçoso labirinto. Então até hoje essa moça, sem sotaques e raízes, tenta driblar essa distância e trazer uma olhar mais aberto para a sala de aula. Também atua na militância pela Marcha das Vadias de Curitiba desde 2014. Aprende e vive o movimento. Kelly fala que a Marcha e o feminismo fizeram ela entender seu corpo, sua sexualidade e sua liberdade.

Professora-pesquisadora-vadia e, também, cantora. Sim, com um empurrãozinho de seus alunos, já cantou com Maria Gadú. Juntou vozes e impressionou a jovem da MPB.
Kelly faz alunos por onde passa. Na sala de aula, na rua e nos palcos. Fez do mundo sua escola. Felizmente, para ela, não cria raízes e daqui a pouco pode estar voando em outros céus. Mas aqui, nesse cantinho, ela já foi muito. Foi Kelly e ensinou.

Jessica Stori

kelly

Leia mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *