Cinema. Ed. 180

chocolat-3-capa-180

Chocolate (2000)

chocolat-5

Vianne Rocher, interpretada por Juliette Binoche, é uma jovem mãe solteira que decide ir para Lansquenet-sous-Tannes, cidade rural da França. Lá ela abre um negócio inusitado para o local, causando especulação e julgamentos. Aos poucos ganha a confiança dos moradores e abre Maya, sua chocolateria. Causando repúdios dos grandes conservadores locais, Vianne demonstra coragem e confiança, atitudes pouco vistas pelos habitantes, principalmente vindo de uma mulher. Inspira uns e incomoda outros, limpando alguns pensamentos feios e retrógrados.

Chocolate é um filme americano de 2000 dirigido pelo sueco Lasse Hallström.

Kill Bill

kill-bill-1

O quarto filme do roteirista e diretor Quentin Tarantino é um drama fictício de vingança nipo-americano que foi lançado em duas partes no ano de 2003 e 2004. A mistura a la Tarantino homenageia diversos gêneros como os antigos filmes asiáticos de kung fu, filmes japoneses de samurai, western spaghetti italiano, trash e também animes. Sem esquecer a violência deliberada, marca registrada do diretor já aposentado (apesar dos inúmeros rumores de sua volta). Kill Bill é a história de vingança de Beatrix Kiddo (Uma Thurman) contra o grupo de assassinos Víboras Mortais.

Sartre por ele mesmo (1976)

sartre

189 minutos de Sartre. Ele, sua filosofia, sua história e Simone de Beauvoir em um documentário que coloca o escritor e filósofo numa situação inédita. Em frente às câmeras ele fala sobre todos os seus caminhos, a partir de imagens que remetem toda a sua estrada de lutas e escritas. Sem esquecer também do lado pessoal, sua vida vivida, que mesmo em paralelo ao universo político, foi intensa e diferente dos padrões simples da época. Sartre sempre se diferenciou, seja pelas linhas ou por suas ideias.

O documentário foi produzido por Pierre-André Boutang e Guy Seligmann, pelo Instituto Nacional do Audiovisual de Paris.

Em busca de Iara (2013)

iara-capa
Em Busca de Iara é um filme-documentário de 2013 dirigido por Flávio Frederico sobre a psicóloga e guerrilheira brasileira Iara Iavelberg, integrante da luta armada contra a ditadura militar brasileira (1964–1985). A história de Iara ilustra um dos muitos desvios radicais de trajetória determinados a partir do golpe de 1964. Parte de uma rica família judia, ela casou-se aos 16 anos com um estudante de medicina. Casada, estudou psicologia, então abrigada na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, ambiente que foi decisivo para sua transformação. Somando-se a filmes recentes, como Diário de uma busca, de Flávia Castro, e Cidadão Boilesen, de Chaim Litewski, Em busca de Iara oferece uma contribuição ao debate sobre a herança da ditadura e ao restabelecimento da memória do país.

Leia mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *