A cinza que sou

jessica

Cansada. Essa era palavra. Não era banal, era extremo. Perverso e violento. Não me aguentava em pé. Ele estava moído na sandália. O vestido apertado, desenhando minha silhueta, só de fora causava beleza. Todas as noites eu via meu corpo com marcas confusas, como o mapa da periferia. Cinta para afinar, sutiã para levantar, máscara para continuar. Minhas costas não aguentavam mais esse meio. Grotescos falantes. Egos flutuantes. Acordava todos os dias com refluxos. Eu queria era vomitar essa vida. Mas engolia, tudo voltava para meu âmago covarde e machucado. Vivia da felicidade alheia. Das galas, drinks e falsetes. Todos brindavam minha queda. Deitar na cama era cair na realidade, no abismo sujo em que eu vivia. Fedia a perfumes importados. O ódio tem esse cheiro. O amor tem cheiro de cinza de cigarro. Fumar era o refúgio da minha alma. Era minha excitação, meu prazer, meu gozo. Era a busca cega e falsa. Eu sabia. Não sentia dor, só tinha nojo de mim e de todos. Odiava-me. Deixava que todos passeassem pelo meu corpo. Queria sujá-lo até o fim. Meu fim. Cada dia era um. Queria línguas, fluidos e mãos. Queria marcar todo o espaço do meu corpo até não sobrar mais eu. Comecei com o próprio cigarro. Pedia que me queimassem. Afundassem na minha pele o fogo até o grito fatal. Uns fugiam para longe. Outros partilhavam da ternura. Preenchi minhas pernas, barriga e costas. Até que eles pararam de vir. Continuei sozinha. Sozinha no meu lixo confidencial. Eu fumava o cigarro e ele a mim. Tinha dias em que eu nem acordava de tanto prazer. Eu conheci os orgasmos múltiplos. Eles eram todos de cinzas. Vivi a verdadeira luxúria. Passei a não ver e não recordo mais nada sobre o depois. Sei que todos me queriam e eu conseguia o que desejava desde que estivesse morta em mim. A minha única coragem foi poder me amar, queimando meu corpo com todo cigarro que eu pudesse segurar. Queimei meu olho. Sei que a palavra era cansaço. E ele me libertou.

Leia mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *