Legal, imoral e engorda: Senado da República

senado-1

O Senado Federal tem quase 200 anos de história. Algumas funções são divididas com a Câmara dos Deputados, outras são exclusivas de sua agenda. O mandato é de oito anos e ele representa os estados, ao contrário do de deputado, que carrega a bandeira da população. Cada estado conta sempre com três representantes, que são eleitos de forma alternada: numa eleição, um novo membro entra; em outra, dois. Cada senador tem dois suplentes, para o caso de o titular estar impossibilitado de exercer suas funções.

Além do salário de R$ 33.763,00, cada um conta com auxílio-moradia mensal (se resolver não ocupar o apartamento funcional em área nobre de Brasília); plano de saúde ilimitado, que se estende aos dependentes; assinatura de jornais e revistas; gastos ilimitados com telefone celular; carro com motorista; cotas para: aquisição de material de consumo; aluguel de imóvel para escritório político, que normalmente fica em seu estado eleitor; impressão de material; telefone fixo; locomoção, hospedagem, alimentação e combustível; passagens aéreas para o estado de origem; divulgação da atividade parlamentar; serviços de segurança privada; correios; salários e benefícios para assessores comissionados, efetivos e terceirizados. As compras de móveis e eletrodomésticos para os apartamentos funcionais e gabinetes são feitas pelo Senado e a decisão de qual sala cada um vai ocupar no Palácio do Congresso e os prédios anexos cabe à Comissão Diretora. Às vezes rola uma disputa pelos espaços: uns querem os lugares maiores, outros os que são mais perto do Plenário ou os que têm reforma mais recente. E eles também podem ocupar a Gráfica do Senado para impressão de livros, envelopes personalizados, cartões de visita, convites etc.

Apesar de tudo que se tem visto a respeito da crise econômica do país, entre 2014 e 2016 os senadores dobraram os gastos dos gabinetes em Brasília – passaram de absurdos 2,4 milhões para disparatados 4,8 milhões. A justificativa? A singela explicação “gastos extras”.

Como cada senador tem autonomia para gerenciar seus gastos, é justo tratar um por um para saber como anda cada gabinete. Vamos falar dos nomes do Paraná. Os valores são referentes a fevereiro de 2017 e os salários, a março desse ano.

Se você tiver paciência, humor e estômago forte para acessar os dados disponíveis no site do Senado, aba Transparência, vai perceber que as despesas aqui relacionadas são migalhas perto do que a gigante instituição gasta. Os números, benefícios, veículos, cargos etc. se multiplicam de forma espantosa – e um pouco enigmática também, porque, embora leve o nome de “transparência”, não é fácil pesquisar com nitidez o que acontece na casa. E tem mais: alguns senadores lançam gastos sem descritivo, o que não ajuda em nada.

Para finalizar, um exemplo de como alguns serviços não são muito ocupados. Em 2012, o Senado contratou o Centro de Convivência e Atenção Psicossocial Ltda. para atender senadores e seus dependentes, ex-senadores e respectivos cônjuges. O valor é de R$ 3.685.000,00 e a vigência acaba agora no mês de maio. A julgar pelo desequilíbrio emocional que a gente presencia dia sim e no outro também, nem todo mundo utiliza o benefício.

ÁLVARO DIAS (PV): MANDATO ATÉ 2023
Endereço: Senado Federal Anexo II Bloco A Térreo Ala Nilo Coelho Gabinete 10
Telefones: (61) 3303-4059 / 4060
e-mail: alvarodias@senador.leg.br
Escritório de apoio: Rua Comendador Araújo, 510 – cj. 503, Centro, Curitiba.
Primeiro suplente: Joel Malucelli
Segundo suplente: Severino Nunes de Araújo
senado-2-alvaro
Aluguel de imóveis para escritório político: 0,00
Aquisição de material de consumo: 0,00
Locomoção, hospedagem, alimentação, combustíveis: R$ 507,50
Contratação de serviços de apoio ao parlamentar: 0,00
Divulgação da atividade parlamentar: 0,00
Passagens aéreas, aquáticas e terrestres nacionais: R$ 7.833,08
Serviços de segurança privada: 0,00
Viagens oficiais: 0,00
Diárias: 0,00
Ressarcimento de passagens: 0,00
Passagens emitidas: 0,00
Consumo de material: R$ 622,37
Combustíveis: 0,00
Correios: R$ 1.505,08
Auxílio-moradia: não utiliza
Imóvel funcional: não utiliza
Assistente técnico parlamentar (efetivo): R$ 35.537,44
Subchefe de gabinete (efetivo): R$ 30.947,64
Chefe de gabinete (comissionado): R$ 20.950,15
Assessor parlamentar (comissionado): R$ 20.950,15
Assessor parlamentar (comissionado): R$ 21.757,47
Secretário parlamentar (comissionado): R$ 16.429,19
Secretário parlamentar (comissionado): R$ 16.429,19
Secretário parlamentar (comissionado): R$ 16.429,19
Secretário parlamentar (comissionado): R$ 16.429,19
Assistente parlamentar júnior (comissionado): R$ 10.475,02
Assistente parlamentar júnior (comissionado): R$ 10.475,02
Assistente parlamentar júnior (comissionado): R$ 10.475,02
Assistente parlamentar júnior (comissionado): R$ 10.475,02
Assistente parlamentar júnior (comissionado): R$ 10.475,02
Auxiliar parlamentar pleno (comissionado): R$ 8.214,60
Auxiliar parlamentar pleno (comissionado): R$ 8.214,60
Auxiliar parlamentar júnior (comissionado): R$ 5.237,55
Auxiliar parlamentar júnior (comissionado): R$ 5.237,55
Ajudante parlamentar sênior (comissionado): R$ 4.107,31
Motorista (comissionado): R$ 4.107,31
Ajudante parlamentar intermediário (comissionado): R$ 2.618,76
Ajudante parlamentar júnior (comissionado): R$ 2.053,64
Auxiliar parlamentar pleno (comissionado): R$ 8.214,60
Auxiliar parlamentar pleno (comissionado): R$ 8.214,60
Auxiliar parlamentar júnior (comissionado): R$ 5.237,55
Ajudante parlamentar intermediário (comissionado): – não disponível
Ajudante parlamentar júnior (comissionado): R$ 2.053,64
Ajudante parlamentar júnior (comissionado): R$ 2.053,64
Ajudante parlamentar júnior (comissionado): R$ 2.053,64
Ajudante parlamentar júnior (comissionado): R$ 2.053,64
Cada funcionário, independentemente do cargo, recebe auxílio-alimentação de R$ 928,00.
Copeiro (terceirizado): parte do contrato assinado entre o Senado e a empresa Servegel.
Copeiro (terceirizado): parte do contrato assinado entre o Senado e a empresa Servegel.
Contínuo (terceirizado): parte do contrato assinado entre o Senado e a empresa Servegel.
Contínuo (terceirizado): parte do contrato assinado entre o Senado e a empresa Servegel.
Estagiário: 0,00
TOTAL: R$ 356.215,37

GLEISI HOFFMANN (PT): MANDATO ATÉ 2019
Endereço: Senado Federal Anexo II Bloco A Ala Teotônio Vilela Gabinete 04
Telefone: (61) 3303-6265
e-mail: gleisi@senadora.leg.br
Escritório de apoio: Alameda Dom Pedro II, 97 – cj. 04, Batel, Curitiba.
Primeiro suplente: Sergio Souza
Segundo suplente: Pedro Irno Tonelli
senado-3-gleisi
Aluguel de imóveis para escritório político: R$ 5.934,80
Aquisição de material de consumo: R$ 1.649,80
Locomoção, hospedagem, alimentação, combustíveis: R$ 7.636,81
Contratação de serviços de apoio ao parlamentar: R$ 3.410,00
Divulgação da atividade parlamentar: 0,00
Passagens aéreas, aquáticas e terrestres nacionais: R$ 14.048,67
Serviços de segurança privada: 0,00
Viagens oficiais: 0,00
Diárias: 0,00
Ressarcimento de passagens: 0,00
Passagens emitidas: 0,00
Consumo de material: R$ 465,44
Combustíveis: 0,00
Correios: R$ 988,52
Auxílio-moradia: não utilizou
Imóvel funcional: utiliza
Chefe de gabinete (efetivo): R$ 36.828,50
Chefe de gabinete (efetivo): R$ 35.358,60
Assistente técnico (efetivo): R$ 29.405,30
Assistente técnico (efetivo): R$ 30.051,27
Assessor parlamentar (comissionado): R$ 20.950,15
Secretário parlamentar (comissionado): R$ 16.429,19
Sem especificação (comissionado): R$ 15. 559,06
Assistente parlamentar júnior (comissionado): R$ 10.475,02
Auxiliar parlamentar júnior (comissionado): R$ 5.237,55
Auxiliar parlamentar júnior (comissionado): R$ 5.237,55
Auxiliar parlamentar júnior (comissionado): R$ 5.237,55
Motorista (comissionado): R$ 4.107,31
Assessor parlamentar (comissionado): R$ 20.950,15
Assistente parlamentar intermediário (comissionado): R$ 12.321,91
Assistente parlamentar júnior (comissionado): R$ 10.475,02
Auxiliar parlamentar sênior (comissionado): R$ 10.268,26
Auxiliar parlamentar pleno (comissionado): R$ 8.214,60
Auxiliar parlamentar pleno (comissionado): R$ 8.214,60
Auxiliar parlamentar intermediário (comissionado): R$ 6.160,95
Auxiliar parlamentar júnior (comissionado): R$ 5.237,55
Auxiliar parlamentar júnior (comissionado): R$ 5.237,55
Auxiliar parlamentar júnior (comissionado): R$ 5.237,55
Auxiliar parlamentar júnior (comissionado): R$ 5.237,55
Auxiliar parlamentar júnior (comissionado): R$ 5.237,55
Auxiliar parlamentar júnior (comissionado): R$ 5.237,55
Ajudante parlamentar sênior (comissionado): R$ 4.107,31
Ajudante parlamentar sênior (comissionado): R$ 4.107,31
Ajudante parlamentar sênior (comissionado): R$ 4.107,31
Ajudante parlamentar sênior (comissionado): R$ 4.107,31
Ajudante parlamentar sênior (comissionado): R$ 4.107,31
Ajudante parlamentar sênior (comissionado): R$ 4.107,31
Ajudante parlamentar sênior (comissionado): R$ 4.107,31
Ajudante parlamentar intermediário (comissionado): R$ 2.618,76
Ajudante parlamentar intermediário (comissionado): R$ 2.618,76
Ajudante parlamentar júnior (comissionado): R$ 2.053,64
Ajudante parlamentar júnior (comissionado): R$ 2.053,64
Ajudante parlamentar júnior (comissionado): R$ 2.053,64
Cada funcionário, independentemente do cargo, recebe auxílio-alimentação de R$ 928,00.
Copeiro (terceirizado): parte do contrato assinado entre o Senado e a empresa Servegel.
Contínuo (terceirizado): parte do contrato assinado entre o Senado e a empresa Servegel.
Contínuo (terceirizado): parte do contrato assinado entre o Senado e a empresa Servegel.
Estagiário: 0,00
TOTAL: R$ 422.524,49

ROBERTO REQUIÃO (PMDB): MANDATO ATÉ 2019
Endereço: Senado Federal Anexo II Bloco A Ala Teotônio Vilela Gabinete 18
Telefones: (61) 3303-6623 / 6624 / 6621 / 6625
e-mail: roberto.requiao@senador.leg.br
Escritório de apoio: Rua Eduardo Carlos Pereira, 3136, Portão, Curitiba.
Primeiro suplente: Francisco Simeão Rodrigues Neto
Segundo suplente: Luís Guilherme Gomes Mussi
senado-4-requiao
Aluguel de imóveis para escritório político: R$ 6.519,07
Aquisição de material de consumo: R$ 933,00
Locomoção, hospedagem, alimentação, combustíveis: R$ 4.375,90
Contratação de serviços de apoio ao parlamentar: R$ 1.400,00
Divulgação da atividade parlamentar: R$ 3.000,00
Passagens aéreas, aquáticas e terrestres nacionais: R$ 3.984,09
Serviços de segurança privada: 0,00
Viagens oficiais: 0,00
Diárias: R$ 3.346,44
Ressarcimento de passagens: 0,00
Passagens emitidas: R$ 3.482,14
Consumo de material: R$ 207,92
Combustíveis: 0,00
Correios: R$ 295,39
Auxílio-moradia: não utiliza
Imóvel funcional: utiliza
Chefe de gabinete (efetivo): R$ 32.925,79
Subchefe de gabinete (efetivo): R$ 44.549,49 (tem reversão de R$ 10.786,49: teto constitucional)
Assistente técnico (efetivo): R$ 29.672,10
Assistente técnico (efetivo): R$ 30.421,23
Assistente técnico (efetivo): R$ 39.000,51
Assessor parlamentar (comissionado): R$ 20.950,15
Assistente parlamentar intermediário (comissionado): R$ 12.321,91
Auxiliar parlamentar intermediário (comissionado): R$ 6.160,95
Ajudante parlamentar sênior (comissionado): R$ 4.107,31
Assessor parlamentar (comissionado): R$ 20.950,15
Assessor parlamentar (comissionado): R$ 20.950,15
Assessor parlamentar (comissionado): R$ 20.950,15
Secretário parlamentar (comissionado): R$ 16.429,19
Assistente parlamentar intermediário (comissionado): R$ 12.321,91
Auxiliar parlamentar sênior (comissionado): R$ 10.268,26
Auxiliar parlamentar pleno (comissionado): R$ 8.214,60
Auxiliar parlamentar pleno (comissionado): R$ 8.214,60
Auxiliar parlamentar júnior (comissionado): R$ 5.237,55
Auxiliar parlamentar júnior (comissionado): R$ 5.237,55
Ajudante parlamentar sênior (comissionado): R$ 4.107,31
Ajudante parlamentar sênior (comissionado): R$ 4.107,31
Ajudante parlamentar sênior (comissionado): R$ 4.107,31
Ajudante parlamentar sênior (comissionado): R$ 4.107,31
Motorista (comissionado): R$ 4.107,31
Ajudante parlamentar intermediário (comissionado): R$ 2.618,76
Ajudante parlamentar intermediário (comissionado): R$ 2.618,76
Cada funcionário, independentemente do cargo, recebe auxílio-alimentação de R$ 928,00.
Copeiro (terceirizado): parte do contrato assinado entre o Senado e a empresa Servegel.
Copeiro (terceirizado): parte do contrato assinado entre o Senado e a empresa Servegel.
Auxiliar administrativo nível II (terceirizado): parte do contrato assinado entre o Senado e a empresa Servegel.
Contínuo (terceirizado): parte do contrato assinado entre o Senado e a empresa Servegel.
Estagiário: 0,00
TOTAL: R$ 426.329,57

Leia mais

Deixe uma resposta