Picadinho do Guilhobel

vicente

O melhor picadinho ao vinho que provei era o do Guilhobel de Camargo, o Antigo. Nada mais se fez igual. Todas as tentativas de repeti-lo não tiveram êxito. Mesmo seguindo rigorosamente a sua receita, com os mesmos cuidados que tinha ao escolher os ingredientes, impossível igualá-lo. Mistério? A culinária tem dessas peculiaridades. E não sou eu apenas quem diz, há um time que experimentou e concorda, nada é igual, ainda está por se fazer o Picadinho ao Vinho do Guilhobel.

Não que o picadinho ao vinho seja um prato sofisticado no seu preparo. É um herdeiro dos guisados portugueses. Do cardápio das casas de pasto e tabernas do início do século XIX no Rio de Janeiro. Frequentadas pelos funcionários públicos, comerciantes e reinóis que adotaram o hábito de comer fora de casa. Refeições coletivas, divididas em pratos de garfo ou colher. vicente2(guilhobel)

Jamais confundir com o picadinho dos boêmios paulistas do século passado, um filé feito na chapa, cortado na ponta da faca e coberto por um inglês, servido no balcão. Comida da madrugada, servida aos cansados da farra que não queriam nem cortar a carne. O nosso picadinho, ou melhor, o picadinho do Guilhobel é de outra catadura. Como disse, inigualável, mas vale a pena tentar.

 

Picadinho ao Vinho Tinto

Aqui os ingredientes: 500 g de carne em cubos médios, pode ser alcatra ou um bom mignon, que prefiro. 100 g de bacon em cubos pequenos. 500 ml de vinho tinto. 1 cenoura grande em cubos. 1 dente de alho picado. 1 cebola média em cubos. 50 ml de cachaça (opcional). 1 Trouxa de ervas (tomilho, louro, salsa). Sal e pimenta do reino preta a gosto.

Vamos ao preparo: Tempere os cubos de carne com pimenta do reino moída na hora e sal. Reserve. Em uma frigideira, frite os cubos de bacon em sua própria gordura. Retire e reserve em uma panela de pressão. Sele os cubos de carne na gordura do bacon e reserve na panela de pressão. Na mesma frigideira doure o alho picado e a cebola. Acrescente a cenoura e deixe. (Junte a cachaça e flambe). Acrescente o vinho tinto e cozinhe por 5 minutos em fogo baixo. Junto ao bacon e a carne, acrescente a trouxa de ervas, sal a gosto e cozinhe por 20 minutos na pressão. Após a abertura da panela, se for necessário engrossar o caldo, frite uma colher de sopa de farinha de trigo em um fio de azeite, misture ao caldo e deixe cozinhar por mais 5 minutos com a panela aberta.

Sirva com um ovo frito de gema mole.

Pronto. Espero o convite para dizer se ficou igual ao do mestre.

Leia mais

Deixe uma resposta