Sérgio

susana

Você me disse para retirar tudo que disse. Não retiro, Sérgio, não retiro. E te digo, reafirmo, falo de novo, e quantas vezes minha alma pedir: eu não quero mais, não suporto você em minha vida, não te quero em minha casa, nem em meus planos de futuro.

Te reservo um lugar, não exclusivo e nem permanente, em meus lençóis, para que eu possa, ao sabor de minha vontade, sentir o seu cheiro e suas mãos arrancando minhas roupas. Quero sua língua deslizando pelo meu pescoço e seus dedos escorregando por minhas coxas. Quero o calor do seu corpo e todas as gotas do seu suor. Quero sua saliva e suas mordidas, seus reflexos na janela e todas aquelas loucuras que você diz e eu não entendo direito.

Mas não quero mais você em minha vida. Pegue a mala e vá embora.

Um momento, espere.

Leia mais

Deixe uma resposta