Curtas. Ed. 191

curtas

Caixa preta do BNDES
O Senado adiou, mais uma vez, a votação de urgência à quebra de sigilos BNDES. A ideia é dar transparência ao banco, que chegou a captar recursos no mercado com juros de mais de 15% para emprestar a menos de 5% às empresas amigas do PT e PMDB, como a JBS/J&F e Odebrecht. O prejuízo no BNDES sequer foi calculado. A bancada petista quer porque quer manter inexpugnável a caixa preta do BNDES.

A diferença na taxa de juros do BNDES resultou em dívida bilionária que será paga pelo contribuinte, no mínimo, até o ano de 2040. Estava marcada para esta terça (22) a votação da quebra do sigilo do BNDES. Foi adiada de novo. Os políticos devem ter muito a esconder.

Na espreita
O ex-governador Orlando Pessuti reafirmou que só está esperando a expulsão do senador Roberto Requião do PMDB para assumir o comando do partido no Paraná. Pessuti tem a confiança da direção nacional do partido e já adianta que o PMDB vai disputar as eleições majoritárias e desde já se coloca como pré-candidato ao Senado.

No topo
IBGE divulgou: Curitiba é segunda capital com maior índice de inflação no mês de agosto, 0,57%, perdendo somente para Salvador, que registrou 0,59%. No acumulado do ano, a capital paranaense também apresenta o segundo maior índice, 2,10%, perdendo somente para Recife, que teve 2,92%.

Sobra dinheiro
Dinheiro não é problema para a Universidade Estadual de Maringá. A instituição abriu licitação no valor de R$ 13.950,00 para contratação de empresa especializada em impressão de calendário de mesa.

Richa libera
O governador Beto Richa repassou mais R$ 15 milhões para 63 cidades do Paraná. Desses recursos, R$ 12 milhões serão usados na compra de caminhões de coleta de lixo para 45 prefeituras e outros R$ 3 milhões servirão para 17 cidades implantar equipamentos de esporte e lazer (academias ao ar livre, miniarenas) e para compra de um caminhão basculante.

Itaipu fora
O governo descarta incluir a Eletronuclear e a Usina Hidrelétrica de Itaipu no processo de desestatização da Eletrobrás. No caso da empresa responsável pelas usinas nucleares brasileiras, o motivo é uma questão constitucional e, no caso de Itaipu, por se tratar de usina binacional dependendo de acertos com o Paraguai.

Sem saída
O presidente Michel Temer, mesmo que recupere parte de sua popularidade, o que não é fácil, já abandonou seu plano de sair candidato à Câmara Federal no ano que vem. Teria de se desincompatibilizar em abril, ficando sem foro privilegiado. E até em entrevistas, Rodrigo Janot já deixou transparecer que, se isso acontecer, haverá pedido de prisão para Temer quando deixar o cargo.

Dói na oposição
O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) rebateu a oposição pelo discurso recorrente de que o Estado não tem cumprido as promessas feitas em campanha e com os direitos dos servidores públicos estaduais. Romanelli disse que “dói à oposição” ver obras realizadas e salários em dia no governo Beto Richa.

Pneus novos
O Tribunal Superior do Trabalho empenhou R$ 1,3 milhão para compra de 11 veículos Ford do modelo Fusion 2.0. Contudo, o mesmo Tribunal já comprou 22 outros carros no valor total de R$ 2,6 milhões.

Contra Chico
As feministas radicais estão protestando contra Chico Buarque por conta de Tua Cantiga, lançada em julho e que está no álbum Caravanas. O mínimo que fazem é acusá-lo de machismo. Diz a letra: “Quando teu coração suplicar/ Ou quanto teu capricho exigir/ Largo mulher e filho e de joelhos vou te seguir”.

Outros erros
Não é apenas o PSDB que resolveu admitir erros: em sua peregrinação pelo país, Lula confessou que, igualmente, deve tê-los cometido e que “também a ex-presidente Dilma Rousseff, se estivesse aqui, confessaria ter admitido erros”. Dilma não gostou porque estava acertando sua entrada na caravana de Lula e já avisou que não vai confessar nada.

Leia mais

Deixe uma resposta