Os talentos de Lúcia Schiffer Durães

gf_lucia

Formada em Administração de Empresas pela UFPR com curso de pós-graduação em Direito Internacional em Aix-en-Provence, França, Lúcia Durães trabalhou alguns anos na área administrativa. Mais tarde, fundou uma empresa de importação e exportação.

Mas o seu negócio era outro, mais criativo, cultural. Estudante de piano durante 20 anos, voltou a estudar música no Solar do Rosário para aprofundar seus conhecimentos. Lá conheceu o maestro Oswaldo Colarusso, no ano 2000, e iniciou uma série de aulas particulares com ele. Revisou toda a história da música ocidental, da Idade Média até o século XXI. A partir desses estudos, dedicou-se profunda e minuciosamente à obra de Richard Wagner. Dois livros já foram editados: “O Anel do Nibelungo” e “Parsifal”. São guias práticos para o ouvinte com texto e CD-ROM contendo temas “leitmotiven” das obras. Lúcia agora prepara o seu terceiro livro. O guia é sobre a mais conhecida, se podemos dizer assim, ópera de Wagner, “Tristão e Isolda”. Em suas várias viagens internacionais para assistir às óperas do compositor, esteve em Bayreuth e em Nova York.

Desenvolveu um trabalho junto ao Hospital de Clínicas de Curitiba para o Centro de Neuropediatria Infantil lutando por um patrocínio. Com a sua dedicação e esforço, conseguiu junto ao banco HSBC Brasil uma verba para o Centro que hoje tem sede própria.

Jayme Canet, empresário, e Mariana Canet são seus dois filhos. Para a filha Mariana, fotógrafa com trabalho conhecido, Lúcia transmitiu o gene da arte, aquela inutilidade sem a qual o mundo seria mais feio, mais pobre, mais infeliz e menos espiritual.

Foto: Dico Kremer

Leia mais

Deixe uma resposta