Um sketch de Renato Cavalher

gf_cavalher

Nossos caminhos, o de Renato Cavalher e o meu, poderiam ter se cruzado em Portugal, quando morei lá na década de 1990. Profissional de publicidade em São Paulo, o estresse, o corre-corre, as noites mal dormidas, os calmantes tomados aos 29 anos de idade fizeram com que ele decidisse mudar de vida. Foi quando teve de optar entre ir para Portugal ou ficar no Brasil. Optou por Curitiba onde foi trabalhar na Exclam Comunicação. Dali foi para a Z. Publicidade e depois para a Master Comunicação. Voltou para São Paulo, a contragosto, onde fez um fantástico trabalho para um cliente da J.W.Thompson que tinha adquirido uma parte da Master. Mas o gigante mercado paulista não era a sua praia. Na volta para Curitiba, conquistou-o o profissionalismo do amigo comum José Dionísio Rodrigues, da Opusmúltipla. Mas para falar da carreira publicitária do Renato Cavalher seria preciso escrever um alentado livro a contar tudo o que ele realizou em termos de ideias, criação e liderança.

Porém, isso é só publicidade. Ele percorre outros caminhos. Criou junto com dois parceiros de São Paulo o Angelino, o Anjinho Distraído, projeto voltado à prevenção de acidentes na infância. Divide com sua mulher, Daniela Capeletti, a apresentação criativa deste belo projeto. Uma iniciativa importante que ajudaria a diminuir em muito o número de mortes de crianças no país.

Grande anfitrião e mestre-cuca, que hoje adquire o pomposo nome de chef, reúne os amigos, que não são poucos, em sua casa para inesquecíveis comes, bebes e infinitos e ótimos papos.

Texto e foto: Dico Kremer

Leia mais

Deixe uma resposta