Fernando Veloso e Mariana Canet

Ele, Fernando Veloso, artista plástico que tem uma obra fantástica e que deixara de produzir há anos. Ela, Mariana Canet, artista que faz da fotografia sua forma de expressão. Encontro de duas gerações de paranaenses. Veloso, na casa dos 90, voltou à ativa com uma vitalidade incrível; ela, Mariana, se destaca desde 2010 com seus trabalhos documentais e abstratos. Participou de mostras individuais no Brasil e no exterior. O encontro dos dois na exposição “As fronteiras entre a pintura e a fotografia”, foi à perfeição com a curadoria do professor Fernando Bini e a organização cuidadosa de Regina Casillo. O nexo entre os dois trabalhos é a inquietação na procura pela inovação, “o esforço para romper com um passado que uma vez já foi o novo, mas que ele, como artista sensível, procura novos caminhos”, como diz Dico Kremer sobre o trabalho de Veloso.

 

A galeria de arte do Solar do Rosário oferece essa mostra conjunta inédita criada especialmente para o Circuito de Galerias da 14ª Bienal Internacional de Curitiba. A exposição permanece aberta até 17 de novembro.

 

 

 

 

LEGENDAS

 

01) Os artistas Mariana Canet e Fernando Velloso com o presidente da Bienal de Curitiba, Luiz Ernesto Meyer Pereira, Regina Casillo e sua filha Lucia Casillo, do Solar do Rosário

02) Mariana Canet com sua mãe, Lúcia Canet, a presidente do Instituto de Turismo, Tatiana Turra, e Lucia Casillo (do Solar do Rosário)

03) O advogado João Casillo com Ardisson Akel e o Desembargador Antonio Noronha

04) Teca Sandrini com Mariana Canet e Fernando Velloso

05) Lucia Casillo Malucelli e sua mãe, Regina Casillo, ambas diretoras do Solar, com o presidente da Bienal, Luiz Ernesto Meyer Pereira e o artista chinês Tong Yanrunan

06) O artista Fernando Velloso (dir.) com o advogado João Casillo

07) Ardisson Akel, Fabíola Akel, Regina Casillo e Lucia Casillo Malucelli

08) Fernando Velloso com sua mulher, Maria Alice, e Mariana Canet com seu pai, Jayme Canet Neto

09) Mariana Canet com o colega fotógrafo Dico Kremer

Deixe uma resposta