Cinema. Ed. 217

Na cinemateca de Claudia Vicentin

A indicação do mês é da jornalista Claudia Vicentin. Já passou por várias redações do Brasil, nas emissoras da TV Globo; trabalhou em diversos jornais do Paraná, e atualmente comanda o microfone da rádio Paraná Educativa. Claudia indicou Um conto chinês, produção de 2011, com direção de Sebastián Borensztein. Veja a seguir a sinopse do filme.

Roberto (Ricardo Darín) é um argentino recluso e mal-humorado. Ele leva a vida cuidando de uma pequena loja e tem o hábito de colecionar notícias incomuns. A comodidade de sua vida é interrompida quando ele encontra um chinês (Ignacio Huang) que não fala uma palavra de espanhol. O imigrante acabara de ser assaltado e não tem lugar para ficar em Buenos Aires. Inicialmente relutante, Roberto acaba deixando o chinês viver com ele e aos poucos vai descobrindo mais sobre sua personalidade.

 

A felicidade não se compra (1946)

Em Bedford Falls, no Natal, George Bailey (James Stewart), que sempre ajudou a todos, pensa em se suicidar saltando de uma ponte, em razão das maquinações de Henry Potter (Lionel Barrymore), o homem mais rico da região. Mas tantas pessoas oram por ele que Clarence (Henry Travers), um anjo que espera há 220 anos para ganhar asas, é mandado à Terra, para tentar fazer George mudar de ideia, demonstrando sua importância através de flashbacks. A direção é de Frank Capra.

 

 

Bagdad Café (1989)

Depois de brigar com seu marido e abandoná-lo na estrada, a turista alemã Jasmin (Marianne Sägebrecht) caminha pelo deserto do Arizona até chegar ao posto-motel Bagdad Café. Recebida com aspereza por Brenda (CCH Pounder), a dona do local que acabou de colocar o marido para fora de casa, Jasmin aos poucos se acostuma com os clientes e hóspedes do motel. A direção é de Percy Adlon.

Deixe uma resposta