Mudar algo para não mudar coisa alguma

00-capa-temer-180

O príncipe de Salina anuiria, entre grave e surpreso, à eficácia de praticantes tropicais da fórmula siciliana. Muda-se alguma coisa, para não mudar coisa alguma. Mais uma vez deu certo, observaria Salina. O centrão de ontem, o velho PMDB, não o de guerra, o dos assaltos, mais toda a corja que já foi Arena, depois PDS, virou tantas siglas, permanecem […]

Continue lendo »