Bilhete

Pois é… Não consegui dormir novamente. Lembrar das nossas bocas fingindo fazer amor me faz sair completamente da razão. Seu cheiro ficou em mim e quanto mais eu fecho os olhos para tentar dormir, mais vejo você nos sonhos que nem ouso sonhar. Parece loucura? Também acho. Não quis te incomodar na cama e saí cedo. Fui tomar sol. Talvez […]

Continue lendo »

O beco

A lua se escondia em negras cortinas de névoa, espiando a noite por pequenas frestas. Ele se sentia observado e deslizava pensativo pelas sombras. Os bares ressoavam batidas vulgares e risos ébrios, o ar trazia aos lábios o sabor da sarjeta: mijo e cigarros. Nas ruas estavam apenas os que foram desprezados pela vida, as presas fáceis do destino: prostitutas, […]

Continue lendo »

Malditas fotos

Há quanto tempo você não renova os documentos? Se faz tempo, prepare-se para uma surpresa megadesagradável. Apavorante. Não imagino outra palavra. No começo deste ano precisei fazer uma maldita foto 3×4. Em um domingo encontrei meu amigo Marcos Cordiolli que estava com o mesmo problema e fomos à luta. Shopping, docinho, papo e não havia mais como escapar. Rumamos para […]

Continue lendo »

Agora eu se consagro

Fernando Sabino, certa feita, publicou dura crítica a uma tradução. O pobre tradutor não percebeu uma expressão idiomática e interpretou ao pé da letra. To the foot of the letter, por assim dizer. Mas, porque a vida é essa caixinha de surpresas que dizem os boleiros, não levou muito para que o próprio Sabino fosse flagrado em erro semelhante. Como […]

Continue lendo »

Santa ignorância

Ah, a santa ignorância. Uma das origens dos males de nosso tempo é a meia cultura dos demiurgos. Uma rápida olhada na internet é suficiente para avaliar a que ponto chegamos. Um distinto cavalheiro postou em sua página a sua grande admiração por Isaac Newton. Se disse maravilhado com a descoberta da lei da gravidade que teria resultado da queda […]

Continue lendo »

Will Eisner e os Protocolos dos Sábios do Sião

Entre todos os autores de quadrinhos que conheço, o que mais produziu graphics novels foi Will Eisner. Seu primeiro trabalho foi Um Contrato com Deus, considerado uma obra-prima da chamada arte sequencial, termo criado pelo próprio Eisner. Filho de imigrantes judeus, nascido no Brooklyn, Nova York, Eisner, o criador do personagem imortal The Spirit, que tanto animou minha juventude, assim […]

Continue lendo »
1 74 75 76 77 78 81