Das sinecuras e prebendas

Há dias em que o mundo, especialmente o da política, mais se aproxima de textos do realismo fantástico. Já escrevi sobre isso, mas não custa repetir a semelhança de nossos personagens da vida pública com animais enumerados na enciclopédia chinesa de Jorge Luis Borges, o Empório Celestial de Conhecimento Benevolente. Para evitar dissabores, diremos que toda e qualquer semelhança direta […]

Continue lendo »

Cláudia, a Polaquinha

Cláudia Wasilewski. Claudinha. Diz o Vicente Ferreira que onde ela está há conflito. A verdade é que esta pequena notável, bonita, agitada, está sempre disposta a contestar o que tentam lhe impor e ela considera inaceitável. Mesmo que isso lhe custe emprego, posição, pecúnia. Digamos que ela detesta os consensos obtidos por conveniências discutíveis ou por ignorância. Enfim, nossa Claudinha […]

Continue lendo »

2018

Prepare o seu coração. Foi-se 2017. Acabou sem merecer foguete, sem luar, sem violão. E não guardem esperanças fundas sobre 2018. Iniciamos novo ano e o calvário continua. Há 14 milhões de brasileiros desempregados que levam uma vida de tormento silencioso e diário, enquanto os donos do governo fazem tudo o que podem para manter o mundo da produção paralisado […]

Continue lendo »

Meu Brasil brasileiro

Neste país de coqueiro que dá coco e do mulato inzoneiro, a população prepara-se para a época de festas que vai do Natal à temporada de praia e só arrefece depois do carnaval. Deve estar farta do noticiário político que virou noticiário policial. E vem mais por aí. O ministro Luís Roberto Barroso diz que “a corrupção não tem partidos. […]

Continue lendo »

Vitória da sordidez

A esquerda que amarga saudades da cleptocracia petista comemora com bumbos e trombones um dos feitos mais sórdidos que já cometeu. Inconformada desde a deposição de Dilma Rousseff, consegue sua primeira vendeta: a demissão de um jornalista que discorda das ideias e das práticas da era Lula, essas que levaram o país ao desastre e a própria esquerda à extinção […]

Continue lendo »

Tempos de segunda ordem

Não gosto de ordens. Detesto palavras de ordem. Reajo às verdades definitivas dos sectários de toda espécie. Não consigo conviver com as minorias organizadas que fazem de seu tema único o explanatório do mundo e saem em pregações, a acusar quem delas discorda de preconceituoso ou politicamente incorreto, esta expressão cunhada pelos néscios de nosso tempo. Não aceito argumentos reduzidos […]

Continue lendo »

Nêgo Pessôa

A morte penetra em silêncio, cúmplice do tempo. Durante dias carreguei, em silêncio, minha apreensão e minha tristeza. A primeira notícia foi de um quadro clínico delicado, uma grande dificuldade para respirar e uma dor de dente. Ao telefone, reclamava mais da dor do que da falta de ar. Providências. Tina Camargo o levou ao médico e ao dentista. A […]

Continue lendo »
1 2 3 4 5 16