A casa no lago

  Estou de pé, às margens do lago drenado do Passeio Público. Ao meu lado, um último biguá contempla, perplexo, o leito de concreto do grande tanque. Para ele, este é um cenário de sonho. Um pesadelo tornado real. Nasceu para mergulhar, mas não há água nem profundeza. Apenas planície. Na falta do que fazer, me faz companhia. Grato, retribuo […]

Continue lendo »