Cada um com sua relíquia

mazza

Nos anos de chumbo, visitei uma ordem religiosa, toda ela com seus estudantes formados sob a influência do Concílio e das pregações do Papa João XXIII e, portanto, potenciais quadros das comunidades eclesiais de base. Como era atingido pelos atos institucionais e respondia a processo militar com outros jornalistas, era visto por eles com admiração e de tal sorte tão […]

Continue lendo »

Exercício teatral de tolerância nas artes da bolinha de gude

mazza

Talvez, já nos tempos de nossa infância, vislumbrávamos um futuro de convivência com a corrupção em nossos jogos e dramatizações. Havia, por exemplo, nas disputas de bolinha de gude, nas suas variadas formas – o turco, a cobrinha e o búrico –, a concepção do inesperado, normalmente exercida por alguém mais truculento, que chegava na rodinha e declarava uma intervenção […]

Continue lendo »

Um pouco de história de abluções

mazza

Quando Curitiba tinha temperaturas mais frias e o exercício da natação parecia inimaginável, havia poucas piscinas particulares, uma delas ali onde está o Colégio Estadual do Paraná, então a chácara dos Pinheiro Lima. Era com inveja que das cercas protegidas com arbustos víamos a piscina, algo que ficava longe de nossas aspirações e que só se concretizaria com uma popular […]

Continue lendo »

Um tempo aberto?

mazza

Pensadores tentam, volta e meia, um esforço de redução para definir o seu tempo, a sua era, um ciclo. Exemplos de obras como a série de conferências de John K. Galbraith denominada “A era da incerteza” ou a de ensaios do marxista Eric Hobsbawm denominada “Era dos extremos”, numa abordagem que envolvia todos os campos de manifestação da política, da […]

Continue lendo »

Fantasias sociográficas

mazza

Quando no Oeste do Paraná houve o que os sociógrafos chamaram de encontro entre a bombacha e o chapéu de couro na comunhão entre migrantes nordestinos em meio à esmagadora maioria gaúcho-catarinense, não poderiam imaginar que justamente os grupos referidos na região de Céu Azul iriam dividir-se num plebiscito que consagraria a emancipação de Santa Bárbara do Oeste que levava […]

Continue lendo »

Louvor da aldeia

mazza

Quando era mais intensa a campanha seccionista de “o sul é o meu país” o jornalista Evandro Fadel replicou, ironicamente, com “o Boqueirão é o meu país” e numa exaltação ao Zoológico e à pista de canoagem do rio Iguaçu, sem falar no quartel do Exército lá sediado e, sobretudo, no templo do Inri Cristo e sua corte de seguidoras. […]

Continue lendo »
1 2 3 6