De herói a vilão

Sergio Moro é autor de um feito excepcional na história brasileira pelo comando seguro da luta que devassou o antro da corrupção no país. Foi fator-chave da desmistificação da classe política e também do resultado das eleições que acabaram beneficiando a direita, ao esmagar os tentáculos, não apenas da esquerda e de todo o sistema de forças que caracterizava nosso […]

Continue lendo »

Guerra pra valer?

Chegamos ao auge da disputa encarniçada intrapoderes: Judiciário litigando com o Ministério Público, Senado pretendendo CPI contra magistrados, boa parte da classe política acuada pela Lava Jato comemorando a ida dos seus delitos acoplados a caixa 2 para a área eleitoral. É rara oportunidade essa tensão institucional para um acerto de contas que saia da beligerância para a normatização. Afora […]

Continue lendo »

Muito QI na passarela

Uma das áreas em que entrei para valer nos Diários Associados foi a do concurso Miss Brasil sob o patrocínio dos maiôs Catalina. Havia momentos até de alguma erudição quando Guido Viaro, nosso grande pintor, quase sempre membro do júri, versava sobre o corpo da mulher e medidas antropométricas numa perspectiva estética. E lá vinham referências a Vênus de Milo, […]

Continue lendo »

Ruptura e inovação

Há quem compare o ocorrido no Brasil agora com 1960. Marco da maior arrancada do Paraná como sociedade organizada. Tudo veio em uma eleição para lá de ideológica com Jânio Quadros. Ney Braga, o eleito da terra, tinha assumido claro compromisso com o vencedor como se deu agora com Ratinho Júnior e Bolsonaro. Identificação foi tanta que o slogan neysta […]

Continue lendo »

É bom já ir pra casa

  Vivemos politicamente uma situação anedótica que lembra uma piada descrita por José Vasconcelos: um cidadão dirige seu automóvel quando estoura um pneu e percebe que está sem o macaco para fazer a troca. A uma distância de três quilômetros há uma luzinha que lhe dá a esperança de assistência. Na caminhada sofrida vai, em monólogos, imaginando gesto de má […]

Continue lendo »

Tsunami à direita

A eleição foi um exocet na estrutura partidária tradicional com os litigantes tradicionais PSDB e PT atingidos, ainda que este com algumas compensações em governos estaduais e na disputa do segundo turno entre Fernando Haddad e Bolsonaro. Numa campanha em que seus polarizadores eram também recordistas da rejeição, houve uma renovação a fórceps na aldeia arquivando, a um só tempo, […]

Continue lendo »

Nostalgia da ordem

Do processo constituinte para cá, temos vivido um descompasso, cada vez maior, entre os princípios da liberdade e da autoridade. A rigor prevalece um só nas coisas mínimas como um grupo de dez a quinze pessoas fechando uma estrada federal porque um jovem ciclista morreu e reivindica-se uma passarela. Predomina o sentido da negociação como se a Polícia Rodoviária Federal […]

Continue lendo »
1 2 3 7