Delicadeza

Pelas horas do tempo não linear persigo seu rosto em todas as palavras, sílabas, frestas tento adivinhar qual será o presságio ao ouvir o vento bater à janela   ao acaso ou à sorte as linhas da minha mão migraram para a sua percorreram os hemisférios dividiram os tempos carregaram as dores inventaram um pensamento   entre os silêncios trocados […]

Continue lendo »

Queda

Osso. Queda. Quebra. Salto. O corpo coberto de cicatrizes desta vez visíveis Escancara o medo e a dor   Percebo na fissura dos cortes a estreiteza dos gestos, a falta da delicadeza, toda a minha ausência a obtusa e involuntária vontade de desmanchar-me derreter-me partir-me perder-me   Caio num passo em falso desafio a rua e o concreto a valher-me […]

Continue lendo »

O mestre Antonio Arney

Antonio Arney, 93 anos, aprendeu vendo o pai, Joaquim, marceneiro e carpinteiro, trabalhar. O pai também pintava e procurava pesquisar dentro da fotografia, e mesmo no trabalho em madeira, alguma coisa nova. “Naquele tempo, o trabalho de marcenaria era muito perfeito, era artesanato puro feito à mão. Tínhamos até pouco tempo atrás a mobília em casa, por exemplo, camas, armários, […]

Continue lendo »

A rainha Efigênia Rolim

“Pelas ruas isoladas/ ninguém me conhecia/ sentei lá na calçada/ e declamei poesia” O verso é de Efigênia Rolim e traduz bem o seu início como artista. Nascida em Abre Campo (MG), em 1931, mudou-se na década de 1960 para Tamarana (PR), onde trabalhou no campo. Uma jornada difícil, em meio à pobreza e suas circunstâncias. Em 1971, Efigênia chegou […]

Continue lendo »

Sagaz Marciel Conrado

Conrado imprime sagacidade em suas obras, o que torna seu trabalho questionador. É daqueles artistas que você identifica o trabalho logo que vê. Em Curitiba e no mundo, nos lugares por onde passou, as pessoas podem encontrar sua arte de traços fortes e provocativos – com a excelência técnica de quem é especialista no que faz. Arte-educador, Conrado crê na […]

Continue lendo »
1 2 3 7