Os céus de Corina Ferraz

marianna

Ritmo, canção, cor, delicadeza. Assim é Corina Ferraz e sua obra. A artista, que estudou em colégios internos, trouxe a liturgia, o latim e o canto para sua vida. Transformou seu trabalho em poesia, a cor em imaginação. Corina vê a vida quando olha para o céu. Artista: compositora, pintora, cancioneira, poeta. Nas suas mais variadas formas, tem o que […]

Continue lendo »

O viés oblíquo de Carina Weidle

marianna

Carina Weidle cria no viés do erro, da imperfeição, do estranhamento. O ruído e o desconcerto provocam o questionamento, a reflexão, a ideia. Carina faz pensar. De modo oblíquo, profundo e crítico. A artista transpassa as zonas cômodas, as áreas escassas, inventa um silêncio. Revela, sobrepõe, dilata. Como diz o escritor italiano Antonio Tabucchi, “a arte tem uma maneira oblíqua […]

Continue lendo »

O jardim de Rubinski

marianna

O alemão Josef Rubinski e a russa Anna Nicolaiewna Beckmann se conheceram durante a Guerra e conseguiram comunicar-se graças à ajuda de uma intérprete. Casaram-se e vieram morar no Brasil, na capital paranaense, Curitiba. História que por si só valeria um capítulo à parte. Dessa união nasce Mario Rubinski, em 1933, e aí começa outra história. Considerado um dos mais […]

Continue lendo »

Em busca da cor

marianna

Uiara Bartira busca a cor, a forma, a incisão profunda, o que surge em meio ao caos. Atenta, percebe a mudança nos matizes do tempo, está sempre à frente dos sinais, das linhas que se formam com seus porquês. Começa com a gravura tendo grandes mestres como referência: Poty Lazzarotto, Guido Viaro, Fernando Calderari. Ressalta a tradição gráfica em Curitiba […]

Continue lendo »
1 2 3 6