Render-se a Haydn

erudita

Há quem não tenha Karajan entre seus afetos no mundo da música. Pois bem: eu, que tinha má impressão das suas conduções, fui surpreendido por duas coisas em sua interpretação: a sensação de imensidão dominada pelo som que aqueles tempos lentos passavam e a absoluta sincronia das cordas. A elegância aplicada aos minuetos os tornou devidamente aristocráticos. Os sopros transbordavam […]

Continue lendo »

Música Erudita. Ed. 184 – O Código Rossini

erudita 0 abre

Na obra A History of Opera: The Last Four Hundred Years (Penguin, 2015), os pesquisadores Carolyn Abbate e Roger Parker afirmam que a história da ópera tem sido geralmente escrita como um progressivo processo de mutação de formas musicais, observando-se, porém, frequentes resgates e regressão a estilos e recursos antigos. A alternância padronizada entre recitativo (com diálogo e ação cênica) […]

Continue lendo »

Música Erudita. Ed. 179

mahler

Gustav Mahler MahlerGustav Mahler ficou conhecido por suas declarações polêmicas, como esta: “Três vezes apátrida, natural da Boêmia entre os austríacos, austríaco entre os alemães, judeu em todo o mundo”, ou a famosa premonição que fez de sua própria obra quando disse: “Meu tempo virá!”. A música misteriosamente romântica e moderna desse homem que trabalhou toda sua vida em ambientes […]

Continue lendo »

Música Erudita. Ed. 177

bach

Incompreensível BachJohann Sebastian Bach não foi em vida (1685-1750) o centro musical na Alemanha. Foi famoso como grande organista e virtuose no cravo e no violino. Também era conhecido por cumprir pontualmente suas obrigações de “Kantor”, a escrever grande quantidade de música sacra que o culto luterano lhe exigia na época. O criador da maior obra musical de todas as […]

Continue lendo »

Música Erudita. Ed. 176 – Cinco séculos de nacionalismo na música

foto01

Heitor Villa-Lobos. Foto: Divulgação   A ideia aqui não é criticar ou desconstruir o pensamento nacionalista que marca um longo período da produção musical brasileira. Mas é preciso contextualizá-lo. Como um importante conjunto de ideias que se justificaram no período em que foram criadas e usadas como padrão, mas que já se tornam ultrapassadas e restritivas de uma avaliação mais […]

Continue lendo »

Música Erudita. Ed. 175

Anna-Netrebko-capa

Anna, insuperávelEmílio Fabri No dia 20 de junho, Anna Netrebko estreia em Viena na ópera de Puccini “Manon Lescaut”.  Ela será Manon, é claro. Eu espero estar lá. Vale a pena ver Anna Netrebko. Exuberante, linda, um ar de Juliette Binoche, e a voz de soprano mais perfeita que já ouvimos. Sua história virou lenda. A ex-faxineira do teatro onde a […]

Continue lendo »

Música Erudita. Ed. 174 – Monumento sonoro

capa-erudita

Entre os milhares de refugiados da Hungria, na invasão soviética em 1956, estavam muitos músicos que chegavam apenas com seus instrumentos. Oitenta deles formaram uma orquestra de alto nível em Viena, a Philharmonia Hungarica, com a generosa assistência de algumas organizações filantrópicas. Outro exilado húngaro pré Segunda Guerra, Antal Dorati, depois de um longo período regendo e gravando com orquestras […]

Continue lendo »

Música Erudita. Ed. 173

capa-mus-173

Arvo Pärt, o contemporâneo audível   A música erudita contemporânea na cabeça da maioria remete imediatamente para a música experimental dos anos 1950, 1960. E a reação comum é dizer “não gosto, não entendo, nada me diz”. A verdade é que os experimentalismos mais radicais são do gosto e do acervo dos próprios compositores, instrumentistas e estudiosos da música. Não […]

Continue lendo »
1 2 3 4