Nelson

susana

Depois fiquei sabendo que quando você entrou no trem, chorou tanto que uma mulher veio lhe perguntar se estava passando mal. Eu subi no avião tão arrasada que sabia da estreia do pior momento da minha vida. A despedida não aconteceu apenas no momento do adeus, se prolonga a cada dia. É presença constante nas linhas das mãos, no sotaque […]

Continue lendo »

Alberto

susana

Eu bem que avisei para que você não olhasse minhas profundezas. Alertei para que tomasse cuidado e separasse o que é carne do que é espírito. Desprezei flores, gestos, pedidos e promessas porque a única coisa que queria era a companhia daquelas horas das tardes imensas. Nada Mais. Mas você, Alberto, você se precipitou em sentimentos. Quis transbordar paixão achando […]

Continue lendo »

Sérgio

susana

Você me disse para retirar tudo que disse. Não retiro, Sérgio, não retiro. E te digo, reafirmo, falo de novo, e quantas vezes minha alma pedir: eu não quero mais, não suporto você em minha vida, não te quero em minha casa, nem em meus planos de futuro. Te reservo um lugar, não exclusivo e nem permanente, em meus lençóis, […]

Continue lendo »

Rogério

susana

Mais de dez anos passaram desde a última vez que você desabotoou meu vestido. Eu ainda sinto os mesmos arrepios, iguais tremores, respiração trôpega. Estou convencida de que isso nunca vai passar. Ontem, enquanto atravessava aquela rua em frente ao passeio perto da casa onde tantas vezes sentimos o calor do corpo, lembrei que quase todos os dias nos jurávamos […]

Continue lendo »

Jean

susana

Combinamos nossa vida como quem faz um contrato: cláusulas, acordos, adendos. Um pacto que previa comportamentos, mas não falava das circunstâncias. Eu sabia que seria difícil. A sua sede de liberdade não combinava com a minha, a sua vontade de fazer todos os voos era diferente dos pés bem plantados e seguros que eu queria, o seu desprendimento de todas […]

Continue lendo »

Francisco

susana

Sonhei com você. Os mesmos arrepios e tremores, as mesmas palavras e promessas. Mas o seu olhar trazia o peso da verdade. Suas mãos escorriam pelos meus seios, minhas costas, minhas coxas – todas aquelas loucuras das manhãs de domingo. Mas quando encontrava seus olhos, eu sabia do fim. Na ponta dos seus dedos, todos os meus caminhos. Na sua […]

Continue lendo »

Marcelo

susana

Antes de qualquer providência, abri sua carta. Já fazia muito tempo que você não me escrevia, por isso não esperei nem que o avião começasse o voo. Três páginas, Marcelo, você precisou de três páginas e algumas desculpas mal arrumadas para me tirar da nossa vida. “Você foi a mulher que mais amei na cama e a que mais desejei […]

Continue lendo »

Susana

susana

Todos esses anos, mais de dez, sempre na mesma data. Não lembro como começamos, mas lembro da primeira vez. Esse mesmo quarto, com essa luz e esses lençóis, a chuvinha fina lá fora. No ano seguinte também chovia e depois, acho que intercalamos nossas tardes de loucuras com as nuances do clima. Nunca soubemos nada um do outro, nem sei […]

Continue lendo »

Antônio

mulher-2

Eu não queria nada. Não estava interessada. Nome, idade, profissão, preferências. Nada em você me despertou curiosidade. Era como se eu estivesse num lugar suspenso, longe daquela reunião em que todos fingiam alegrias e alimentavam ilusões na base do vinho. Você fazia parte da paisagem, sem destaque, sem roteiro, sem papel. Era como todos. Eu queria esquecer o mundo e […]

Continue lendo »

Regis

179brandy

Eu não podia parar de te olhar. Era um tormento. Cada movimento seu, ímã para mim. Pensei que com o passar dos dias, das noites, das conversas, este fascínio fosse ganhando a cor pálida de um amor sem correspondência e eu voltasse mansa e conformada para o meu casamento. Mas não, Regis. Não! Em vez de perder força, meu desejo […]

Continue lendo »
1 2 3 5