As contradições das livrarias

Saraiva e Cultura pediram recuperação judicial no mesmo ano em que as vendas de livros cresceram no país   Em entrevista à Paris Review, William Faulkner profetizou tempos que chegariam mais rápido do que o esperado. Perguntado sobre o futuro do romance afirmou que ele existiria enquanto as pessoas continuassem a ler, exceto se as histórias em quadrinhos ou revistas […]

Continue lendo »

Pra morrer basta estar vivo: os números das armas de fogo

No mês passado, o presidente Jair Bolsonaro assinou decreto que flexibiliza a posse de armas   No dia 15 de janeiro, o presidente Jair Bolsonaro assinou o decreto que dá possibilidades a um número maior de pessoas comprar uma arma, o que não significa que todos os brasileiros possam entrar numa Americanas e sair com uma 38. Entretanto, a alteração […]

Continue lendo »

O que faz a esquerda, esquerda?

(Esboço de resposta ao artigo “Petismo: doença geriátrica do comunismo”, de Dédallo Neves, publicado na Ideias 206)   “Mas também é verdade que o interesse pelo conhecimento rigoroso, determinado, diminui bastante quando uma autêntica transformação política parece fora de questão.” Terry Eagleton       O que faz da esquerda, esquerda? O tempo se fecha de tal forma que parece […]

Continue lendo »

Petismo: doença geriátrica do comunismo

  “Sem teoria revolucionária, não há movimento revolucionário.”  Lênin   Algumas considerações são necessárias antes de começar este texto. A primeira delas é a facilidade que há em criticar a “esquerda”, o que é curioso, pois não foi a “esquerda” que impôs o sistema vigente – o capitalismo –, logo, vê-se a eficácia da propaganda anticomunista ocorrida no mundo. Localmente, […]

Continue lendo »

As raízes da democracia representativa

Parte II    O modelo ateniense de democracia (discutido na Ideias de agosto), de reunião em praça pública e decisão conjunta entre cidadãos, não se sustentaria. Os progressos tecnológicos e o consequente aumento da população ao longo dos anos inviabilizariam governos e sociedades. A democracia precisava se sofisticar para que os governados continuassem governantes. O protagonismo passou a ser reencenado. […]

Continue lendo »
1 2 3