As palavras no galpão

Meu fascínio pela letra impressa não foi produto do acaso nem de um nobre pendor familiar. Sou neto de imigrantes – e ao que me consta nenhum dos meus avoengos tinha tratos literários. Do lado da minha mãe, um avô anarquista, construtor de pontes e de muralhas; uma avó camponesa, versada em generalidades domésticas e ávida leitora de folhetins. Italianos, […]

Continue lendo »

Noite de menino

Há muito que a poesia é prioridade aos nossos olhos. Mesmo que não se perceba, tudo que rodeia, com um pouco mais de atenção, vira linhas de beleza e de dor. Sem rimas, com rimas, com choro, com velas. A poesia está para a pessoa, assim como a pessoa está para fé ou para a ilusão. E tem uns, mais […]

Continue lendo »

A Sombra Dourada

Um romance notável de Guido Viaro Verdadeiramente encantado – e talvez fosse mais adequado utilizar outro verbo, deslumbrado – concluo a prazerosa e enriquecedora leitura do mais recente romance de Guido Viaro. É o décimo terceiro, mais um marco miliário na estrada larga da criatividade do paranaense e, pela minha ótica privativa talvez precária e certamente discutível, o “primus inter […]

Continue lendo »

DAVID LINCH E O TORPOR

Na dura-mater: o ponto negro e os sonâmbulos catatônicos Há muito tempo sua estrada perdida (The Lost Highway) pavimentada com seus delírios estrambóticos, não conduz à Oz mas somente ao vácuo, ao nada. Um niilismo pueril impregna seus passos à custa de pés descalços e poeirentos. Afinal, seu alter ego (Dale Cooper), padece atualmente da síndrome de Cinderela. Lynch vive […]

Continue lendo »

A cultura inculta

Há livros seminais que deveriam voltar ao centro dos debates. Um deles, que acabo de revisitar, é o de Allan Bloom, professor de História das Ideias na Universidade de Chicago, tradutor de Platão e Rousseau, que escreveu uma obra que é fundamental para entender nosso tempo de degradação cultural. “A Cultura Inculta” é um ensaio sobre o declínio da cultura […]

Continue lendo »

Representação de um herói

Algo novo chega em caixas deliciosas de abrir. Cheias de livros, cheias de heróis. Etel Frota lança novo livro. Um romance, uma história. Não há como fugir do que passou e do que Etel concretiza. O herói provisório está entre nós… “O mundo do romance é o da esfera popular. Esta, tensionada pela revolução, pode revelar suas forças, surgindo naturalmente […]

Continue lendo »

Machado de Assis & Eça de Queiroz: uma aproximação

Joaquim Maria Machado de Assis e José Maria Eça de Queiroz: temos aí, sem dúvida, os dois himalaias da cordilheira romanesca da nossa língua. Mas, para lá desse fato indiscutível há, entre esses dois gigantes da Literatura, uma série de afinidades e similitudes. Não apenas de ordem puramente literária, mas também existencial. Vejamos alguns pontos que de certa forma aproximam […]

Continue lendo »
1 6 7 8 9