Roberto Campos, o homem mais lúcido do Brasil, era meu parente

O Roberto Campos era irmão da ex-mulher do tio-avô da Ana Luisa, minha mulher. Para dizer de outra forma: Campos era irmão da ex-cunhada da avó da Ana Luisa. Dando nomes: a irmã do senador, conhecida como “Catitinha”, era casada com o “Tito”, irmão da “Vó Cô” (Clotilde), mãe da minha sogra, Heloisa Caron. Não é propriamente um parentesco consanguíneo, […]

Continue lendo »

Folclore desdenhado

Manoel Ribas   Sebastião Neri consolidou um gênero de arte jornalística com o seu Folclore Político, alvo de várias edições e abordando figuras fortes da vida brasileira como Getúlio Vargas (de quem se dizia que até produzia piadas em seu favor) e Juscelino Kubitschek, este acompanhado de perto pelo autor. Não há coluna de política que não tenha um registro […]

Continue lendo »

Chegou a hora

Oito seleções entram em campo na Arena da Baixada para disputar os quatro jogos que acontecem na capital paranaense. O perfil das equipes é diferente. Há desde seleção favorita ao título até equipes que desembarcam no mundial de 2014 com a missão de vencer pela primeira vez em uma Copa do Mundo. Teve técnico que preferiu convocar uma seleção composta […]

Continue lendo »

As Copas das Copas

As 19 Copas das Copas consagradas por suas históriasO pretensioso governo de Dilma Rousseff proliferou nas mídias que a Copa de 2014 será a Copa das Copas. Eita, Dilma, há tantas Copas das Copas desde 1930, tivemos 19 Copas das Copas. Imagine só que no México em 1970 a seleção de Pelé, Tostão, Jairzinho, era só mais uma entre as […]

Continue lendo »

Curitiba em feitiço

Uma escritora de Manaus sempre que vinha pra cá ficava encantada com os semáforos sincronizados das rápidas curitibanas. Para ela, eram mágicos. A primeira vez que ela viu o fenômeno, mais logístico do que feiticeiro, percorria uma via na madrugada a 50 km/h. O motorista dizia “agora vai abrir” e o semáforo realmente abria, às vezes perigosamente em cima do […]

Continue lendo »

Perca-se

Pequenas cidades são o máximo. Adoro a vida e as pequenas delicadezas que só as cidades pequenas têm. Elas são cheias de tradições e peculiaridades que só quem morou numa sabe descrever. Aquela festa que toda semana reúne quase a população toda em volta do coreto da praça. O açougue que não muda a produção, mesmo que às 10 da […]

Continue lendo »

1894 – Curitiba oblíqua e dissimulada em tempos de revolução

5 de maio de 1894: retorno triunfal de Vicente Machado   No contexto da proclamação da República que não foi ou da parada militar que pareceu ser, Jesuíno Marcondes foi um dos raros paranaenses com percepção das incoerências insustentáveis do novo regime. Esse que foi o último administrador do Paraná do período monarquista optou pelo exílio na Suíça, após ter sido […]

Continue lendo »

Londres, 1888

Londres sempre me impressionou muito. Sua história é cercada por uma atmosfera misteriosa, e a cidade se caracteriza por permanentes chuvas finas, noites longas e gélidas, brumas impenetráveis e becos amedrontadores. Londres de Oliver Cromwell, o regicida enforcado depois de morto e que me fascinou ao derrubar a monarquia milenar. É um fascínio que avança sobre seus personagens históricos e […]

Continue lendo »

Nós, os bárbaros

Imagem: Jean Baptiste Debret O que explica a nossa proverbial incapacidade de adotar valores e respeitá-los? Vicente Ferreira costuma dizer que somos herdeiros da cultura latina e francesa, mas descendentes de um país como Portugal, que, como toda a periferia bárbara da Europa, não teve um Renascimento no sentido estrito, racionalista e científico. O Brasil é de formação católica e […]

Continue lendo »

Olivença

Fotos: Romildo Voss Jr A cidade de Olivença está situada entre Portugal e Espanha e já foi motivo de disputa pelos dois países. Aqui, em Curitiba, Olivença é o restaurante que apresenta pratos emblemáticos dos dois lugares, e apenas clientes almejam as suas concorridas mesas. Está entre os procurados endereços de gastronomia da cidade, com fama de ser um dos […]

Continue lendo »
1 2 3 4