As mulheres do Café Alvorada

“Arre, estou farto de semideuses! Onde é que há gente no mundo?” Fernando Pessoa – Poema em linha reta As mulheres do Café Alvorada ouviam muito, escutavam nada. Transportavam um cemitério na memória. Uma dizia: “Ah! Morreu?… que pena… ontem servi cafezinho pra ele… Existiam, tranquilas, fugindo sempre, pela porta em frente, onde está o placard dos mortos. Caminhantes verticalizadas, […]

Continue lendo »

O dia em que o futebol se rebelou

A arbitrariedade cometida pela Federação Paranaense de Futebol (FPF), ao impedir o Atletiba, maior clássico do futebol paranaense, para defender interesses comerciais da Globo/RPC, é uma das mais vergonhosas provas de subserviência que uma entidade presta a uma empresa de comunicação que se utiliza de expediente sórdido para garantir o monopólio da transmissão. Atitude abjeta. Esse conluio é uma excrecência […]

Continue lendo »

Não acaba nunca

Muito imprudentemente, o sociólogo Francis Fukuyama anunciava, no já longínquo 1992, o “Fim da História”. Com a derrocada comunista, o mundo encontrara na economia de mercado seu modelo definitivo de sociedade. Ingenuidade ou mero polemismo, melhor que tivesse anunciado o fim de uma etapa histórica, mas jamais o fim da História que, afinal, tem a infinitude na essência. Eis que, […]

Continue lendo »

Aberração inevitável

Armínio Fraga é um craque. Ninguém demonstrou sua elevada capacidade para a gestão financeira desde que ele passou pela presidência do Banco Central. Pois ele não tem boas notícias para os otimistas que acham que estamos perto de encerrar esta fase de sofrimento. Pasmem, ele acha que a dívida pública brasileira deve chegar a 90% do PIB. E ele acredita […]

Continue lendo »

Dinheiro e dor

O organismo humano é uma máquina perfeita! Esta afirmação não poderia ser diferente, visto ser quem é o autor desse projeto: o magnífico arquiteto deste universo e de seus personagens. Todos os detalhes minunciosamente projetados para dar a estes bípedes, pensantes e falantes, toda a condição de adaptação à evolução dos tempos e suas dificuldades. Preparou nosso organismo para enfrentar […]

Continue lendo »

O último dia com Gabo

Um cientista russo anunciou e garantiu que o mundo vai acabar – ou quando for publicado este texto, se acabou – dia 16 de fevereiro. Cairá sobre a Terra alguma coisa grande vinda do céu e aparentemente nem baratas sobrarão. O cientista russo provoca a Nasa e os ansiosos que hoje (15 de fevereiro) não dormirão em paz. Suponhamos que […]

Continue lendo »

Após a tempestade

Sinto o pulso descompassado, a respiração pausada, a interminável fuga para outro universo, a onda que bate nas costas, as tentativas impossíveis de lucidez. Basta um impulso, um gesto, a insensatez. Em segundos a tempestade se dissipa, percebo a formação de nuvens em um céu que torna-se claro, no vento que sopra, na paisagem que se abre. A dimensão exata, […]

Continue lendo »
1 2 3