Prateleira. Ed. 219

Griffin & Sabine A primeira indicação do ano é de Ana Paula Peters, professora da Escola de Música e Belas Artes do Paraná (UNESPAR), especialista em História da Música, mestre em Sociologia e doutora em História pela Universidade Federal do Paraná. Sua indicação é Griffin & Sabine: uma correspondência extraordinária (1991). Griffin & Sabine é o primeiro livro da trilogia […]

Continue lendo »

Editorial. Ed. 219

Jair Bolsonaro é um mestre da dissimulação e do engodo. Ele se move por voluntarismo, cujo efeito deletério o país já conhece, associado a agrados baratos e linguajar fácil para o “povão.” Parece ter aprendido ainda a arte de tergiversar. Lança uma ideia estapafúrdia por dia, ocupando todos os espaços com debates inócuos que acabam por escamotear sua incapacidade de […]

Continue lendo »

Ópera de arame farpado

Arquitetos e urbanistas que fizeram intervenções em Curitiba, jamais poderiam imaginar que a paisagem histórica hibernada – seu casario tombado – ficasse sob ameaça clara e contundente de transformar-se, lenta e progressivamente, num cracódromo; e a sua Ópera de Arame numa casamata institucional de um legislativo distanciado do povo. Já por duas vezes – uma substituindo a Câmara Municipal e […]

Continue lendo »

Cuide dos meios, o fim cuidará de si mesmo

A frase acima é do grande Mahatma Gandhi, e resume bem com o que, afinal, devemos nos preocupar. Passamos nossa vida escravos do passado, revivendo e ressentindo, não permitimos a cicatrização de feridas, independente se profundas ou superficiais. Parece que valorizamos, inclusive, as mais superficiais. Somos escravos de “coisinhas”, as quais damos muita importância. Se não estamos no passado, adoramos, […]

Continue lendo »

Terrorismo Cultural

O Brasil está cada vez pior na fita. Somos um país desigual, governado por uma trupe racista, violenta e impune. O presidente da República é figura emblemática dessa situação. Em um ano de governo, o troglodita Jair Bolsonaro restaurou a censura, desencadeou o terror cultural, baseado em teses grotescas que provam seu caráter e despreparo, destroçou o sistema educacional público, […]

Continue lendo »

Eu, Marianna Camargo

Atividade profissional: jornalista, escritora e bailarina.   Atividades outras: viajar, ler, sonhar talvez, quem sabe?   Principais motivações: as lutas sociais. A fome e a falta de perspectiva.   Qualidades paradoxais: generosidade e indignação.   Pontos vulneráveis: coração e pés.   Ódios inconfessos: formalidades sociais e pessoas extremamente perfeccionistas.   Panaceias caseiras: acender uma vela para Santo Antônio, tomar banho […]

Continue lendo »

Pobre língua portuguesa

Pasmem. O ministro da Educação, Abraham Weintraub, semialfabetizado, conseguiu, em um mês, cometer 33 erros crassos de português em sua conta no Twitter. Nada surpreendente, se considerarmos que Jair Bolsonaro e sua trupe decidiram encarnar de vez o papel de inimigo da cultura. Os erros de concordância e regência, os barbarismos, as obscuridades, a utilização caótica dos pronomes e das preposições […]

Continue lendo »

A coisa tá ruça!

Quando estamos diante de uma situação difícil, costumamos dizer que a coisa tá ruça. Ruça ou ruço significa pardacento ou grisalho. Mas, segundo o dicionário Houaiss, ruça ou ruço, passou a significar “complicado, cheio de adversidades, de dificuldades; perigoso, apertado.” Parece a definição perfeita para o governo de Jair Bolsonaro. Nenhum governo se daria ao luxo de priorizar o supérfluo […]

Continue lendo »
1 2