Eu, Marianna Camargo

Atividade profissional: jornalista, escritora e bailarina.   Atividades outras: viajar, ler, sonhar talvez, quem sabe?   Principais motivações: as lutas sociais. A fome e a falta de perspectiva.   Qualidades paradoxais: generosidade e indignação.   Pontos vulneráveis: coração e pés.   Ódios inconfessos: formalidades sociais e pessoas extremamente perfeccionistas.   Panaceias caseiras: acender uma vela para Santo Antônio, tomar banho […]

Continue lendo »

Delicadeza

Pelas horas do tempo não linear persigo seu rosto em todas as palavras, sílabas, frestas tento adivinhar qual será o presságio ao ouvir o vento bater à janela   ao acaso ou à sorte as linhas da minha mão migraram para a sua percorreram os hemisférios dividiram os tempos carregaram as dores inventaram um pensamento   entre os silêncios trocados […]

Continue lendo »

Queda

Osso. Queda. Quebra. Salto. O corpo coberto de cicatrizes desta vez visíveis Escancara o medo e a dor   Percebo na fissura dos cortes a estreiteza dos gestos, a falta da delicadeza, toda a minha ausência a obtusa e involuntária vontade de desmanchar-me derreter-me partir-me perder-me   Caio num passo em falso desafio a rua e o concreto a valher-me […]

Continue lendo »

Hoje senti saudades Da sua mão sobre a minha Do cheiro dos pães doces e da mesa posta da liberdade infinita da represa larga à minha frente das árvores que balançavam ao vento das romãs maduras e das mangas caídas   Hoje senti saudades de qualquer suspiro de qualquer brisa de qualquer planta de alguma cor que não existe mais […]

Continue lendo »
1 2