Chegou a hora

Oito seleções entram em campo na Arena da Baixada para disputar os quatro jogos que acontecem na capital paranaense. O perfil das equipes é diferente. Há desde seleção favorita ao título até equipes que desembarcam no mundial de 2014 com a missão de vencer pela primeira vez em uma Copa do Mundo. Teve técnico que preferiu convocar uma seleção composta por jogadores que atuam em seu país, enquanto outros comandantes chamaram praticamente apenas atletas que atuam no exterior.
Conheça um pouco mais de cada uma das equipes.

Irã x Nigéria – 16/06 – 16h (Grupo F)

Irã

iraA seleção iraniana vem para a disputa do seu quarto mundial. Antes da Copa do Mundo no Brasil, o Irã já tinha participado dos mundiais de 1978, 1998 e 2006, sendo eliminado, em todas as ocasiões, na primeira fase.

A primeira vitória da seleção aconteceu no mundial de 1998, com uma vitória por 2 a 1 sobre a seleção dos Estados Unidos. Agora, em um grupo em que somente a Argentina aparece como equipe acima da média, ao lado de Bósnia e Nigéria, a seleção iraniana sonha com a qualificação para a segunda fase da Copa do Mundo.

Curiosidade: a evolução do futebol iraniano sofreu com as consequências de um país que enfrentou problemas internos. Constantes guerras com o Iraque e a Revolução Iraniana, que aconteceu em 1979, deixaram o futebol em segundo plano por um longo período.
Depois de estrear na Copa do Mundo de 1978 na Argentina, a seleção ficou de fora dos quatro mundiais seguintes. Em 1982, desistiu de participar das eliminatórias. Em 1986, não acatou a decisão da Fifa, que, por medidas de segurança, pediu para que os jogos da seleção Iraniana acontecessem em campo neutro. Por não atender à exigência, a seleção foi desclassificada das eliminatórias. Em 1990 e 1994, mesmo em uma situação política mais estável, a seleção não conseguiu vaga para os dois mundiais. Uma das explicações é a de que o futebol ainda sofria as consequências de um país pós-guerra.

 

Nigéria

nigeriaA seleção nigeriana chega embalada após, em 2013, conquistar a Copa Africana das Nações e interromper um jejum de 19 anos. Agora, a primeira seleção africana a se classificar para a Copa do Mundo de 2014 espera quebrar outro tabu: há 16 anos a Nigéria não chega à segunda fase de uma Copa do Mundo.

Para isso, o técnico apostou na renovação e na convocação e resolveu mudar nove jogadores dos convocados que jogaram a Copa das Confederações do ano passado. Se jogadores importantes como Oba-Oba Martins ficaram de fora, nomes como Obi Mikel (Chelsea – ING) e Victor Moses (Liverpool – ING) foram confirmados. Outro fato que aumenta a confiança dos nigerianos é o nível técnico do grupo F (que, além da Nigéria, tem Argentina, Bósnia e Irã).

Curiosidade: se algumas seleções, como a Rússia, são compostas predominantemente por jogadores que atuam no futebol local, o mesmo não aconteceu na convocação da seleção nigeriana: 25 dos 30 nomes da pré-lista atuam em outros países. Chama a atenção a quantidade de nigerianos atuando nos grandes centros do futebol europeu. Metade dos convocados atua entre Itália, Inglaterra, Espanha e França.

01-152

Honduras x Equador – 20/06 – 19h (Grupo E)

Honduras

hondurasHonduras vem para o mundial com a missão de conseguir a primeira vitória em Copas do Mundo. Nas outras duas participações (1982 e 2010) a seleção acumulou 3 empates e 3 derrotas. A equipe vai ficar hospeda em Porto Feliz (SP), que fica a uma hora da capital paulista.

Além do confronto contra o Equador em Curitiba (PR), a seleção tem pela frente a partida de estreia contra a França no estádio Beira-Rio em Porto Alegre (RS) e encerra a primeira fase contra a Suíça, na Arena Amazônia, em Manaus (AM).

Curiosidade: apesar do modesto histórico em mundiais, a seleção hondurenha conquistou uma expressiva marca em 2001. Na Copa América daquele ano, disputada na Colômbia, Honduras foi convidada para substituir a Argentina, que não participou daquele campeonato. A seleção hondurenha conquistou o terceiro lugar, eliminando o Brasil – comandado por Luiz Felipe Scolari – nas quartas de final, derrotando a seleção brasileira por 2 a 0.

 

Equador

equadorA seleção equatoriana participa da Copa do Mundo pela terceira vez após conquistar o quarto lugar nas eliminatórias sul-americanas para o mundial de 2014 e conseguir vaga direta – obrigando o Uruguai, quinto colocado, a jogar a repescagem. Entre os destaques do time estão o atacante Felipe Caicedo (25 anos) e Antonio Valencia (28 anos) – considerado, em 2013, o jogador mais veloz do mundo e atualmente um dos principais jogadores do poderoso Manchester United (ING).
Viamão (RS), na região metropolitana de Porto Alegre (RS), será a sede da seleção equatoriana no Brasil para a preparação da equipe.

Curiosidade: apesar de não ser figura frequente nos mundiais, a seleção já conseguiu a classificação para a segunda fase em 2006, em um grupo em que tinha as participações de Equador, Polônia e Costa Rica. A seleção equatoriana caiu nas oitavas de final para a Inglaterra, pelo magro placar de 1 a 0. Agora, em 2014, a seleção corre por fora em um grupo que tem França e Suíça como favoritas.

02-152

Austrália x Espanha – 23/06 – 16h (Grupo B)

Austrália

australiaDepois de conquistar a classificação derrotando a seleção iraquiana, a Austrália segue para disputar sua quarta Copa do Mundo. Anteriormente, os Socceroos (como é chamada a seleção australiana), participaram dos mundiais de 1974, 2006 e 2010.
Uma prova de que não é um adversário fácil de ser batido pode ser encontrada no mundial de 2006. Nas oitavas de final daquele mundial, a Austrália complicou um jogo aparentemente fácil para a Itália. A vitória italiana só veio nos acréscimos do segundo tempo, em um pênalti duvidoso marcado contra a seleção australiana. Vitória italiana por 1 a 0. Na sequência, a Itália seria a campeã do mundo em cima da seleção francesa.

Curiosidade: de olho na preparação para o mundial (a exemplo da seleção italiana, que marcou um amistoso contra o Fluminense), a seleção australiana agendou um jogo contra o Paraná Clube. O jogo está marcado para Cariacica, na Grande Vitória (ES), e deve acontecer dia 2 de junho. Além de receber o jogo, o estado capixaba será a casa australiana durante o mundial.

 

Espanha

espanhaAtual campeã do mundo, a seleção espanhola é uma das principais atrações do mundial de 2014. Mais do que o título da edição anterior, a seleção chega com uma base composta por dois dos melhores times do mundo: Barcelona e Real Madrid, ambos da Espanha.

Além de jogar na Arena da Baixada, a seleção espanhola escolheu o CT do Caju, do Clube Atlético Paranaense, para realizar a preparação no Brasil antes da Copa. A delegação chega ao centro de treinamentos atleticano no dia 8 de junho. Antes do jogo na Arena da Baixada, a seleção jogará contra a Holanda, na Arena Fonte Nova, em Salvador (BA) e contra o Chile, no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

Curiosidade: se por um lado a manutenção da base campeã do mundo inspira confiança, há a preocupação com o desgaste físico de uma equipe que chega ao mundial de 2014 “mais velha” em quatro anos do que na edição anterior. Xavi, 34 anos, e Iniesta, com 30, são exemplos de rendimentos que podem cair em relação ao mundial de 2010. Além disso, sua chave no mundial, que conta com Holanda, Chile e Austrália, é considerada uma das mais equilibradas do mundial. A seleção espanhola pode ser a adversária do Brasil em um possível confronto nas oitavas de final.

03-152

Argélia x Rússia – 26/06 – 17h (Grupo H)

Argélia

argeliaFeito inédito em sua história, a seleção argelina participa pela segunda vez consecutiva de uma Copa do Mundo. A seleção já participou dos mundiais de 1982, 1986, 2010 e, agora, conseguiu a classificação após vencer a seleção de Burkina Fasso. Apesar de a equipe não ser apontada como uma grande força, no mundial de estreia, em 1982, venceu duas das três partidas que disputou, derrotando as seleções da Alemanha e do Chile.

A exemplo de sua atual seleção, o técnico bósnio da seleção argelina por pouco não participa de sua segunda Copa consecutiva. Em 2010, Vahid Halilhodzic era o comandante da seleção da Costa do Marfim e foi demitido poucos meses antes do mundial em função de uma derrota para a Argélia nas quartas de final da Copa Africana das Nações, de 2010. Coincidentemente, agora participa do mundial de 2014 à frente da Argélia.

Curiosidade: o craque francês Zinedine Zidane, de ascendência argelina, foi cotado para a seleção da Argélia de 1993, que buscava uma vaga para o mundial do ano seguinte, nos Estados Unidos. À época, o jogador de 21 anos, que ainda não havia sido convocado para a seleção francesa, não foi convocado pelo técnico da Argélia, que o considerou “lento demais”.

 

Rússia

russiaAo lado da Bélgica, a seleção russa está entre as favoritas do Grupo H na luta por uma vaga na segunda fase da Copa do Mundo. Se passar da primeira fase, pode enfrentar nas oitavas de final uma das seleções candidatas ao título: Portugal e Alemanha.
Uma das atrações da Rússia é o técnico italiano Fábio Capello, que, entre outras equipes, treinou Milan (ITA) e Real Madrid (ESP). Antes de assumir a seleção russa, Capello esteve à frente da seleção da Inglaterra por quatro temporadas.

Esta é a terceira participação da seleção em copas do mundo. Em 1994 e 2002, a seleção foi eliminada na primeira fase. Em 2018, a Rússia irá sediar o mundial e está automaticamente classificada.

Curiosidade: a pré-lista dos convocados para a Copa do Mundo traz apenas um jogador que não atua no futebol russo. Pavel Pogrebnyak atua na Inglaterra. Andrey Arshavin, com 32 anos, um dos jogadores mais badalados da história recente do futebol russo, que passou algumas temporadas no Arsenal, da Inglaterra, ficou de fora da lista.

04-152

Deixe uma resposta