Curitiba não foge à luta

(Fotos: Giuliano Gomes/PRPRESS)

Fonte

Quantos foram às ruas, hoje, em Curitiba? Segundo os mais otimistas, organizadores da manifestação, 150 mil.

Segundo a Polícia Militar, 100 mil. Segundo os aritméticos do PT, com dificuldades no trânsito para os banheiros, no máximo 20 mil.

Isso é o de menos, mas pelo que vi, acredito no primeiro número. Mais de cem mil com certeza.

Afinal, hoje a verdade está no clamor das ruas. O clamor dessa gente que saiu de casa para louvar o juiz Sérgio Moro e pedir o impeachment de Dilma Rousseff. Para exigir a prisão de Lula, a punição exemplar dos corruptos e a expulsão do PT do governo.

Ninguém escapou, nem a senadora Gleisi Hoffmann e seu marido, Paulo Bernardo, ex-ministros de Dilma e investigados pela Lava Jato. Não ficou por aí. A multidão pediu a investigação de líderes do PMDB, do PP e de todos os partidos aliados do PT.

Mais que isso, deixou claro que não há mais paciência para suportar o governo, o PT e assemelhados.

 

Lineu_5_1_jpg__w660_h430_mc

 

 

Deixe uma resposta