‘É hora de transformar o Brasil’, diz Campagnolo

Presidente da Fiep Edson Campagnolo. Foto: Assessoria da Presidência – Sistema Fiep

Fonte

O presidente da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), Edson Campagnolo, afirma que as manifestações deste domingo (13) evidenciaram a insatisfação da sociedade brasileira com o atual cenário político e econômico do país. Na opinião de Campagnolo, o Brasil vive um momento decisivo para definir os rumos de seu desenvolvimento, o que exige uma resposta imediata da classe política.

“Elas (as manifestações) deixam claro que está na hora de o Congresso Nacional assumir, de uma vez por todas, o papel que lhe foi conferido nas urnas”, diz. “É preciso que deputados e senadores promovam as reformas tão necessárias para a urgente retomada da atividade econômica e a garantia de um desenvolvimento consistente no futuro”, completa.

A seguir, leia na íntegra o posicionamento do presidente da Fiep em relação às manifestações deste domingo.

É hora de transformar o Brasil

A Federação das Indústrias do Estado do Paraná parabeniza os milhares de paranaenses que se somaram aos milhões de brasileiros que encheram as ruas de várias cidades do Brasil neste domingo, 13 de março. Em uma grande demonstração do espírito democrático de nosso país, com uma manifestação pacífica e ordeira, eles externaram sua insatisfação com o cenário político e econômico atual, pedindo uma correção de rota para que o país reencontre o caminho do crescimento.

As mobilizações deixaram ainda mais evidente o enorme apoio da população brasileira ao combate à corrupção. Foram inúmeras mensagens de incentivo à operação Lava Jato, que está investigando e trazendo à tona uma série de práticas corruptas presentes em todos os níveis no Brasil, e que tanto prejudicam a economia e toda a sociedade. Nesse ponto, a Fiep também declara seu total apoio à Lava Jato e a todas as operações da Polícia Federal, Ministério Público Federal e Justiça Federal que estão ajudando a passar o Brasil a limpo.

Mas além de mostrar que a população quer o fim da corrupção, as manifestações deste domingo devem servir também como um recado direto para quem detém o poder de decisão no Brasil. Elas deixam claro que está na hora de o Congresso Nacional assumir, de uma vez por todas, o papel que lhe foi conferido nas urnas. É preciso que deputados e senadores promovam as reformas tão necessárias para a urgente retomada da atividade econômica e a garantia de um desenvolvimento consistente no futuro. Neste momento decisivo para os rumos do Brasil, pode-se até colocar em pauta a possibilidade de elaboração de uma nova Carta Magna, que contemple todos os ajustes necessários para uma verdadeira transformação do país.

Que a mobilização popular deste domingo seja uma injeção de ânimo para todos nós neste momento de crise. E que a esperança em dias melhores, estampada nos rostos dos brasileiros que se manifestaram, contagie toda a sociedade para encontrarmos os caminhos que façam do Brasil em um país verdadeiramente justo e próspero. As ruas confirmam: é hora de transformar o Brasil.

Edson Campagnolo
Presidente da Fiep.

 

Deixe uma resposta