Governo publica exoneração do ministro da Saúde

Marcelo Castro

Marcelo Castro. Foto: José Cruz/ Agência Brasil

 

Marcelo Castro, do PMDB, entregou demissão nesta quarta-feira.
Outros cinco ministros do partido já haviam deixado o governo.

 

Do G1

O governo publicou no “Diário Oficial da União” desta quinta-feira (28) a exoneração do ministro da Saúde, Marcelo Castro. Ele havia pedido a demissão nesta quarta.

Castro, que é do PMDB, agora é o sexto ministro do partido a deixar o governo da presidente Dilma Rousseff. O PMDB rompeu com Dilma em março. Kátia Abreu, da Agricultura, amiga pessoal da presidente, é a única ministra da sigla que ainda está na equipe ministerial.

Castro foi indicado para o cargo de ministro da Saúde em outubro do ano passado pelo líder do PMDB na Câmara, Leonardo Picciani (RJ). O nome do ministro foi levado à presidente Dilma após o governo decidir fazer a chamada “reforma administrativa”, que, entre outros pontos, consistiu no corte de oito dos 39 ministérios e na mudança no comando de algumas pastas – entre elas, a Saúde.

Há cerca duas semanas, Castro deixou o Ministério da Saúde, temporariamente, para retomar o mandato de deputado e votar contra o impeachment da presidente na Câmara. Dois dias depois da votação, ele reassumiu o ministério.

Ao G1, Picciani afirmou nesta quarta, quando surgiu a notícia da demissão do ministro, que recomendou a Castro que deixasse o ministério, diante da posição de ampla maioria da bancada do partido em defesa do impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Deixe uma resposta