Sara Winter ameaça ministro do Supremo (veja vídeo)

A ativista bolsonarista Sara Winter, um dos alvos da operação da Polícia Federal contra as fake news, usou as redes sociais nesta quarta-feira (27) para ameaçar o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes.

“A gente vai infernizar a tua vida. A gente vai descobrir os lugares que você frequenta. A gente vai descobrir as empregadas domésticas que trabalham pro senhor. A gente vai descobrir tudo da sua vida. Até o senhor pedir pra sair. Hoje, o senhor tomou a pior decisão da vida do senhor”, ameaçou a ativista.

Moraes autorizou busca e apreensão contra aliados de Bolsonaro, como o ex-deputado Roberto Jefferson e o empresário Luciano Hang, além de Sara Winter. A operação é parte do inquérito das “fake news”.

Antes de publicar o vídeo, a ativista relatou que seu celular e tablet foram apreendidos por conta da operação.

“Perdi meu celular, perdi meu notebook, que era meu instrumento de trabalho, perdi o tablet do meu filho, que é o pior pra mim. Enfim, sinto-me como se estivesse sendo literalmente assaltada pelo Estado”, escreveu.

“Eu e meus advogados já fomos na sede da Polícia Federal aqui em Brasília. Pasmem, meus bens apreendidos ilegalmente estão em posse do STF! Vamos processa já!”, afirmou.

Deixe uma resposta