Requião decide hoje, em cima de pesquisa, se será candidato

Pressão não falta. Na família, no MDB e principalmente no PT, que ficou sem pai nem mãe e quer Requião para arrastá-lo nesta quadra em que enfrenta índices altíssimos de rejeição. O mais esforçado nessa causa do PT é Ângelo Vanhoni, candidato a vereador.

Se a pesquisa mostrar que há chance mínima na disputa, Requião pode sair candidato. No MDB a maioria quer chapa pura, com uma vice do próprio partido. Se a pesquisa mostrar que Requião não tem chance, ele cai fora e fica no papel de observador, uma espécie da ombudsman da esquerda nativa, dando pitacos nas campanhas do PDT, do PT e assemelhados.

O pessoal do MDB se arrisca a dizer que Requião seria a grande novidade no pleito. Poderia repetir o feito de Jaime Lerner, que entrou 12 dias antes na disputa e ganhou a eleição.

Deixe uma resposta