Ex-secretário de Ulisses Maia ameaça
de morte ex-funcionária, em Maringá

A queixa contra o ex-secretário de Serviços Públicos de Maringá, Vagner de Oliveira, foi registrada na semana passada na delegacia da Mulher. Uma ex-funcionária de Oliveira diz que no dia 23 de julho deste ano foi acusada pelo ex-patrão de ter roubado um saco de dinheiro que estava dentro de um armário na residência.

Ela negou, disse que nem sabia da existência deste dinheiro, mas mesmo assim o ex-secretário teria a ameaçado de morte se o dinheiro não aparecesse. As ameaças continuaram. A vítima recebeu várias mensagens de áudio pelo WhatsApp que foram anexadas à denúncia.

Numa delas, o secretário diz, num estilo que lembra a máfia, que não iria registrar queixa do roubo na delegacia, em vez disso iria matar um familiar e cortar os dedos da ex-funcionária. [ouça no áudio acima]

O ex-secretário, que no começo deste ano pagou do próprio bolso a despesa de roçada na cidade, no valor de R$ 17 mil reais, disse que estava guardando o dinheiro num quarto monitorado. [ouça no áudio acima]

A CBN entrou em contato com Vagner de Oliveira. Ele diz que foi vítima de roubo e que o caso está sendo apurado pela polícia. Diz que o caso é pessoal e ocorreu muito tempo depois dele ter deixado a administração. E afirma que não é coordenador de campanha do prefeito Ulisses Maia. Mas ele trabalha na campanha. Está presente em eventos e dispara mensagens de campanha pelo WhatsAPP, por exemplo. A CBN entrou em contato com a prefeitura e aguarda um retorno.

A vítima das ameaças está sob medida protetiva. De acordo com o registro de queixa, ela chegou a deixar a cidade com medo do ex-secretário.

A Prefeitura de Maringá informou que ele não é funcionário municipal há quase um ano e não vê relação entre os fatos e a gestão municipal.

A coordenação da campanha de Ulisses Maia disse que Vagner de Oliveira não trabalha na campanha de reeleição do prefeito. Ele é apenas colaborador e não tem cargo no comitê da campanha e por isso não irá se pronunciar, já que trata-se de um fato particular do ex-secretário.

Deixe uma resposta