Itália define novo primeiro-ministro e respira tranquila novamente

Nesta sexta-feira, 12, Mario Draghi deve se reunir com o presidente italiano Sergio Matarella para apresentar seu time de ministros e, em seguida, assumir seu gabinete. Ele substituirá Giuseppe Conte, que renunciou após perder apoio no parlamento. Draghi é ex-presidente do Banco da Itália (2006 – 2011), ex-presidente do Banco Central Europeu (2011 – 2019) e um dos responsáveis por salvar a zona do euro na crise de 2012.
“Draghi é muito respeitado pelo povo italiano. Sua inteligência e conhecimento econômico serão fundamentais para que a Itália volte a respirar novamente”, diz Renata Bueno, ex-deputada do Parlamento italiano. O novo primeiro-ministro conta com o apoio quase integral do Parlamento, ficando de fora apenas o partido de extrema-direita Fraternidade da Itália. “Só não podemos esquecer da autossuficiência política, para que o premiê realmente governe e não se apoie aos técnicos indicados para auxiliar o governo”, complementa.

Deixe uma resposta