A força do ensino privado que
pressiona pela volta às aulas

Há um lobby muito eficiente, discreto, muito bem estruturado, que atua nos bastidores dos governos, dos legislativos e até mesmo nos corredores do Judiciário. Nenhum político subestima a sua força. É a organização das empresas de ensino privado no Paraná. Para esse lobby poderosíssimo, que inclui empresas de grande porte do ensino privado leigo ou religioso, até os pequenos colégios […]

Continue lendo »

Continuamos sem vacina

O que mais queremos saber não foi dito. Ontem, o presidente Bolsonaro, acompanhado do ministro Pazuello, apresentaram ideias sobre a operacionalização do plano de vacinação contra a covid-19, mas não disse quando começa a vacinar. Saiu-se com a alegação de sempre. As vacinas só serão distribuídas depois de aprovação da Anvisa. Forma que o governo federal encontrou para justificar seu […]

Continue lendo »

Amizade

Segundo a Wikipédia é uma relação afetiva, a princípio, sem características romântico-sexuais entre duas pessoas. Em sentido amplo, é um relacionamento humano que envolve o conhecimento mútuo e a afeição, além de lealdade ao ponto do altruísmo. Algumas definições, principalmente aquelas que tentam definir algo indefinível, normalmente esbarram numa burocratização do conceito. Praticamente fazem uma pasteurização desse conceito para que […]

Continue lendo »

Sonâmbulos sem saída

Dá para imaginar que de repente, além da pandemia, tenhamos rotina como a do Rio de Janeiro em nossas cidades de porte médio para cima com balas perdidas matando crianças e gerando profunda comoção enquanto traficantes travam conflitos intermináveis. Uma semana atrás tivemos um ataque a Araraquara que até agora não prendeu ninguém, muito menos abriu perspectivas de esclarecimento e, […]

Continue lendo »

Karajan diretor de filmes

O regente Herbert von Karajan sempre foi muito atento aos progressos da tecnologia. Se preocupava sobremaneira com as suas gravações (gravou desde 1938), regravando ciclos inteiros conforme o som ia melhorando, por exemplo, com o surgimento do estereofônico no final dos anos 50. Quando vislumbrou o áudio digital, anunciou que não faria nenhuma gravação nova com a companhia que não […]

Continue lendo »

Uma bengala para outra centenária

No centenário da Academia Brasileira de Letras, um samba-enredo saudou Machado de Assis, sem citar nenhum livro do Bruxo do Cosme Velho, como o chamou Drummond, e implicitamente o romancista Jorge Amado e o poeta João Cabral de Melo Neto, ao fazer referência aos livros Dona Flor e Gabriela, do primeiro, e Morte e Vida Severina, do segundo, concluindo: “E […]

Continue lendo »
1 2 3 86