Onde nem quando

Joana sai do hotel, um, dois, três passos na calçada e a certeza: está na praia. Setenta, sessenta, talvez cinquenta passos a separam do oceano. Não realiza o ritual desde fevereiro de 2020, com mais precisão, desde 26 de fevereiro, Carnaval daquele ano, antes do início da pandemia. Hoje, tantos (quantos?) meses, mais de um ano depois, ela e quase todos podem experimentar quase tudo o que anteriormente era possível.  Os […]

Continue lendo »

A vergonha de cada um

Há tempos queria escrever sobre os dias cínicos que vivemos. Se tivesse espaço e tempo, narraria com prazer as incontáveis histórias de vergonha que ouço, leio e vejo todos os dias.  O fato é que quando me deparo com situações dessa natureza, nunca deixo de pensar em Dom Pompório, o monge glutão que costumava “envergonhar” o mosteiro em que vivia, por comer excessivamente. De autoria do contista italiano Franco Sachetti (1332-1400), que com seu bom humor, […]

Continue lendo »

A pirâmide perversa

Há uma certa medida de consciência culpada na insistência com que se descobre a obviedade da sociedade de castas em que vivemos nos números da Covid-19, o que embora enriqueça a bibliografia da nossa pobreza fundamentalmente não a altera. E isso não é feito apenas com dados regionais e também com números cósmicos. Há quem diga “quando me falam em […]

Continue lendo »

Hollywood – América?

A grande força do cinema americano no século XX, deveu-se a criação de um império de produção e distribuição do seu produto em escala mundial, com uma comercialização agressiva. Porém, esta grande força deveu-se à união de valores americanos e europeus, depois principalmente da primeira guerra mundial, quando os europeus e notadamente a França, até então, dominavam o mercado. A […]

Continue lendo »

O Microcosmos de Jorge Sato

O trabalho fotográfico de Jorge Sato é múltiplo. São projetos, ensaios, fotos comerciais, viagens. Com seu olhar privilegiado vê o que a maioria não vê. Olha com olhos de ver no dizer dos portugueses. Do macro ao micro. Das grandes obras de Oscar Niemeyer, de suas viagens pelo mundo com suas câmeras Lomo, agora concentra a via visão no universo […]

Continue lendo »

Deixo o poeta arder

A música no jardim tinha dor inexplicável Anna Akhmátova Quando eu for […] contem o número de mosquinhas do banheiro Mariana Marino Não cheguei nem perto, ouço só o que dizem, mas sei o que está escrito. E é assim que começo nossa conversa, numa confusão entre vida e morte, num segundo olhar atrasado, sabendo estar tomada por uma doença […]

Continue lendo »
1 2 3 4 5 6 86